12 C
Distrito Federal
15/07/2020 - 06:26 AM

As Quentes da Política do DF

Trocas de cadeiras no GDF O governador esquentou a caneta azul na tarde de ontem. Devolveu o DF-Legal para o PP de Celina Leão e...
More
    - PUBLICIDADE -

    Deputada Liliane Roriz quer suspender derrubadas no Distrito Federal

    - PUBLICIDADE -


    TAR_1829_1

    Parlamentar protocolou Projeto de Decreto Legislativo que tem validade de 6 meses até que a LUOS possa ser apreciada pela Câmara Legislativa

     

    A vice-presidente da Câmara Legislativa, deputada distrital Liliane Roriz, apresentou Projeto de decreto Legislativo (PDL) na Casa para suspender, por seis meses, as ações de desocupação e derrubadas no Distrito Federal.

    A suspensão valerá para imóveis construídos em áreas passíveis de regularização fundiária, em assentamentos urbanos consolidados, bem como em áreas passíveis de regularização de assentamentos informais com características urbanas declarados de interesse social. Mas não se aplica quando as ações decorrerem de sentenças judiciais transitadas em julgado.

    De acordo com o PDL protocolado pela parlamentar, as fiscalizações para controle e uso do solo de novos parcelamentos deverão continuar acontecendo.

    A suspensão, contudo, será automaticamente revogada com a aprovação da Lei de Uso e Ocupação do Solo (LUOS) – que ainda não foi enviado pelo Executivo para a Câmara.

    Segundo Liliane, a Lei Orgânica trata do tema e estabelece que a ação do GDF na política habitacional será orientada em consonância com os planos diretores de ordenamento territorial e locais, especialmente quando ao atendimento prioritário às comunidades localizadas em áreas de maior concentração da população de baixa renda. “Não podemos assistir a ações de derrubadas que destroem lares e deixam famílias ao relento enquanto o governo não estabelecer o uso e ocupação de cada espaço no DF”, ressalta a deputada.

    “Considerando que existem assentamentos, a exemplos de condomínios, que já são tributados, embora não sejam legalizados pela falta da aprovação da LUOS, proponho suspender essas derrubadas até que tenhamos definida uma política urbana que traga, em definitivo, maior segurança jurídica à sociedade com relação a esse tema”, explica a parlamentar.

    Como trata-se de Decreto Legislativo, não é necessária a sanção do governador Rodrigo Rollemberg para que a proposição passe a valer pelos próximos seis meses.

    Fonte: Assessoria

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    Fiocruz e Vale investem em sequenciamento do genoma do coronavírus

    A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) do Amazonas e a mineradora Vale, por meio do Instituto Tecnológico Vale (ITV) de Belém, no Pará, estão desenvolvendo um projeto...

    Homem é detido com aproximadamente 2kg de haxixe em Santa Maria

    Policiais militares do Tático Operacional Rodoviário (TOR) apreenderam 17 tabletes de haxixe dentro de um carro em Santa Maria. O veículo com dois ocupantes...

    Mansueto é exonerado da Secretaria do Tesouro; Bruno Funchal é nomeado

    A exoneração a pedido de Mansueto Almeida do cargo de secretário do Tesouro Nacional está publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (15)....

    Começa a valer desconto para pagamento de dívida tributária

    A partir desta quarta-feira (15),  pessoas físicas e jurídicas que tenham dívidas tributárias com a Administração Pública poderão quitar os débitos e obter descontos de...

    PMDF prende suspeito por tráfico em Taguatinga

    Um homem foi preso suspeito de tráfico de drogas durante abordagem realizada no conjunto D da QSC19 em Taguatinga, por volta das 18h30 desta terça-feira...