Fotos: Adriana Ponce

O Cruzeiro é uma Região Administrativa do Distrito Federal, dividida em Cruzeiro Velho, formado por edificações residenciais e Cruzeiro Novo, composto por edifícios de quatro pavimentos; faz parte da poligonal de tombamento do Plano Piloto. Região formada por pioneiros da capital federal, principalmente, por famílias de funcionários públicos vindas de outros estados, como Rio de Janeiro. É considerado um dos lugares mais tranquilos do DF, devido a qualidade de vida dos que ali residem e também pela proximidade do Parque da Cidade Sarah Kubitschek.

A Feira Permanente do Cruzeiro foi inaugurada em novembro de 1991, na época, pelo governador Joaquim Roriz e o administrador da cidade, Odilon Aires. Esse período foi marcado com a expansão do setor, levando qualidade de trabalho para os menos favorecidos dando a eles dignidade para poder morar e trabalhar.

É uma cidade em ritmo de interior, o local é conhecido pela fala mansa dos moradores e por ter um povo acolhedor. Essa atmosfera é sentida na Feira Permanente da cidade, que está sendo contemplada pelo programa Feira Legal.

Entre as banquinhas de frutas, verduras, confecções e consertos de produtos eletrônicos, servidores das Secretarias de Governo e Executiva das Cidades vem recolhendo documentação dos feirantes para que seja incluída no Termo de Autorização de Uso. Seguindo as coordenadas do governador Ibaneis Rocha que prometeu dar legalidade aos feirantes.

Com 81 boxes, a presidente da Associação, Naira Martins, que há seis anos está à frente da coordenação do local, conta que não via a presença e atuação do estado. “É maravilhoso esse programa. O Feira Legal já começou a fazer os Termos que tanto pedíamos”.

Além dos documentos que estão sendo agilizados, a pintura da fachada externa da feira começou nesta quinta-feira (03), que é realizada com o apoio do projeto “Mãos Dadas”, da Secretaria de Estado de Segurança Pública. A previsão é que em 15 dias essa etapa seja concluída.

Outra melhoria que está chegando aos feirantes e consumidores que ali circulam, é a reforma dos banheiros. Estima-se que o projeto ficará pronto para a próxima semana, o que agrada a dona Neuza Moura, feirante há 40 anos. “Agora vamos ter a reforma dos banheiros e de toda a nossa feira, porque no período de chuva tudo é alagado. O nosso governador vai acabar com os problemas que temos”, relatou.

Neuza, que é proprietária de um dos restaurantes tradicionais da feira com reduto do samba, conta com muita alegria que já recebeu artistas de renome no seu estabelecimento. “Temos muitos clientes nordestinos e cariocas. E alguns cantores quando vem a Brasília, passam por aqui, como Jorge Aragão”.

O Feira Legal surgiu por uma solicitação da comunidade. O objetivo é impactar o setor produtivo com a geração de empregos, mudanças estruturais e tecnologia. Além do Cruzeiro, a Região Administrativa do Núcleo Bandeirante já recadastrou 109 permissionários e também está concluindo as reformas nos banheiros.

Texto: Ana Paula Lima e Fabrina Duarte

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.