O Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) denunciou, na terça-feira, 8 de outubro, Wanessa Pereira de Souza pelo assassinato de sua companheira, Tatiana Luz da Costa Faria. A 1ª Promotoria de Justiça Criminal e Tribunal do Júri de Santa Maria sustenta que o crime ocorreu por razões da condição do sexo feminino em contexto de violência doméstica, por isso incluiu a qualificadora de feminicídio.

A denúncia também traz outras duas qualificadoras: crueldade pelo emprego de fogo e torpeza. Após uma discussão, Wanessa jogou álcool na vítima e ateou fogo. Tatiana teve quase todo o corpo atingido e chegou no Hospital Regional da Asa Norte com queimaduras de terceiro grau e perda bilateral da visão. Ela não resistiu aos ferimentos.

O crime

Em 23 de setembro, por volta das 16h, em imóvel situado na QR 300 de Santa Maria, a acusada, com dolo homicida, ateou fogo em sua companheira Tatiana Faria, ocasionando as lesões que causaram a sua morte. O crime ocorreu após uma discussão. A vítima faleceu dias depois do crime.

Fonte: MPDFT

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.