Foto: Reprodução

 

O plenário da CLDF foi palco de atitudes de pressão, falta de respeito e muita demagogia por parte do deputado Robério Negreiros (PSD).

Com muita vontade de ser o dono da “boa política” e querendo comprar frota nova de carros para uso dos parlamentares, no valor de quase R$ 500 mil reais, o deputado queria ensinar Júlia Lucy a  fazer “política”. O paladino da moralidade, citou que a deputada tem cargos na estrutura da casa e que não anda de ônibus todos os dias, como prometeu na campanha.

 

Robério solicitou que a deputada exonere os quatro cargos nomeados com indicação dela e tentou coloca-la como mentirosa por às vezes andar de carro e não de ônibus. Com tom grosseiro de sempre, o deputado informou que vai exonerar uma pessoa da GMD, indicada pela deputada, que segundo ele está na estrutura do vice Rodrigo Delmasso, que ficou caladinho durante o show do deputado. Parece que Robério, mesmo comandando duas administrações regionais e o Arquivo Público, quer mais mais cargos na estrutura da CLDF.

 

Mas a deputada reagiu e disse a Robério que, com ele, ela não quer aprender e que Robério não vai intimidá-la. Não é prioridade sustentar uma casa tão cara como a CLDF. Citou que o deputado Robério Negreiros não comparece às sessões e que, respeito, ele não tem por ninguém, pois usa funcionários na campanha e exonera após, sem nenhuma explicação. Acostumado a tratar as pessoas como quer e desrespeitosamente, Robério esqueceu que Júlia Lucy também é deputada e não é subordinada a ele.

 

Havia alguns deputados em plenário, mas quem tomou as dores de Júlia foi o deputado Chico Vigilante, que já está acostumado com as más-práticas do deputado. Ele chamou Robério de dublê de deputado que fabrica videos e artes contra os deputados da casa.

 

O tom sarcástico, autoritário, desrespeitoso e até machista do deputado Robério Negreiros deverá render um processo na comissão de ética. Na torcida, muitas vítimas do sem limites, que já teve seu gabinete citado pelo Sindical como Navio Negreiros, ele é o “COMANDANTE”.

 

A deputada Júlia Lucy, em seu discurso citou que vem sendo ameaçada pelo deputado no whatsapp,  e que os cargos que ela tem são da estrutura da casa e não da verba de gabinete, que foi a promessa de campanha da deputada. Robério teve uma quarta-feira difícil com a exoneração de sua esposa Flávia Negreiros, que ocupava um cargo na estrutura de Renan Calheiros no Senado. O Senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) exonerou 150 cargos e deu o nome ao ato de FAXINA.

 

Possivelmente, em nome das Mulheres na Política, Robério Negreiros deve responder pela atitude na comissão de ética da CLDF, mesmo que dê em pizza, já que sua reeleição na mesa diretora foi um fato a ser questionado.

 

Assista ao vídeo:

 

 

 

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.