Foto: Reprodução

Em virtude da crise hídrica no DF e do baixo volume dos reservatórios de água que abastecem a cidade, o governo de Brasília prorrogou a situação de emergência por mais 180 dias. O decreto com a determinação foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal desta segunda-feira (27).

Com a medida, permanecem as restrições para o uso de água potável da rede pública de abastecimento. O rodízio de abastecimento fica mantido para a rede domiciliar, comercial e industrial. Também continua restrito o consumo em atividades agropecuárias.

“Ainda estamos numa situação crítica em relação ao abastecimento de água. Nosso principal reservatório está com apenas 7% da sua capacidade. Temos de continuar economizando”Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília

No lançamento do programa Cidades Limpas no Gama nesta manhã, o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, destacou que a escassez hídrica deste ano foi muito intensa, o que ainda exige cuidados da administração pública.

“Ainda estamos numa situação crítica em relação ao abastecimento de água. Nosso principal reservatório está com apenas 7% da sua capacidade. Temos de continuar economizando.”

O decreto — que estabelecia 180 dias de situação emergencial — foi publicado pela primeira vez em janeiro deste anoA medida terminaria em julho, mas o governo prorrogou o prazo por mais 120 dias e se encerraria em 18 de novembro.

Rollemberg ressaltou ações do governo para reforçar o abastecimento de água:

Fonte: AGÊNCIA BRASÍLIA

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.