Foi aprovado na Comissão de Seguridade Social da Câmara dos Deputados, o atendimento médico prioritário para mulheres vítimas de agressão, principalmente o tratamento reparador e psicológico das vitimas. O atendimento no SUS, às vezes, tem sido traumático, segundo relatos.

Cris Oliveira

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.