20.2 C
Distrito Federal
terça-feira, 26 maio, 2020

As Quentes da Política do DF

CLDF em crise Depois da votação desastrosa do PL do deputado Rodrigo Delmasso, que prevê a inclusão de ex-deputados e ex-comissionados no Plano de Saúde...
More
    - PUBLICIDADE -

    Aprovada reeleição para Mesa Diretora da Câmara Legislativa

    - PUBLICIDADE -


    cvigilante

    Chico Vigilante: “golpe contra a democracia”

    O plenário da Câmara Legislativa aprovou, em sessão extraordinária nesta segunda-feira (14), a possibilidade de reeleição para presidência, vice e três secretarias da Mesa Diretora da Casa. A proposta de emenda à Lei Orgânica nº 33/2015, que altera o artigo 66 da Lei Orgânica, foi aprovada por 16 votos favoráveis, seis contrários e duas abstenções, após duas horas de discussão sobre o processo de votação da matéria, que não constava na ordem do dia. A proposta foi aprovada em primeiro turno e, segundo a Lei Orgânica do DF, deve aguardar 10 dias para votação em segundo turno. Como a Câmara Legislativa entrará em recesso oficial após a aprovação dos projetos de lei orçamentários, a votação em segundo turno deverá ocorrer somente em fevereiro.

    O deputado Wasny de Roure (PT) argumentou que o plenário fora convocado para apreciar os vetos constantes na pauta, e não outra proposta. A mesma posição defendeu o deputado Agaciel Maia (PTC), ao alegar que “o assunto não deveria ser apreciado de forma açodada, mas sim segundo o rito”. De acordo com o parlamentar, a votação de hoje “atropelou o procedimento legislativo”. A presidente da Casa, deputada Celina Leão (PDT), rebateu Agaciel ao afirmar que “não há açodamento, uma vez que o segundo turno da proposta só será apreciado no ano que vem”.

    Críticas – O mérito da proposta recebeu críticas de parlamentares, entre eles o deputado Chico Vigilante (PT), que a classificou de “golpe contra a democracia”. Vigilante adiantou que irá questionar a matéria na Justiça. A resposta de Celina Leão veio em seguida: “Eu nem sei se vou ser candidata, trata-se de uma emenda que apenas torna possível a reeleição. Não houve golpe algum, as decisões do plenário são soberanas”. Votaram contrários à proposta os deputados Wasny de Roure, Chico Vigilante, Agaciel Maia, Chico Leite (Rede), Joe Valle (PDT) e Prof. Reginaldo Veras (PDT). Ao justificar seu voto, Veras disse ser “a favor da alternância de poder”. Abstiveram-se os deputados Juarezão (PRTB) e Liliane Roriz (PRTB). As eleições para cargos da Mesa Diretora ocorrem a cada dois anos.

    Franci Moraes – Coordenadoria de Comunicação Social

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    Sobradinho II agora é toda asfaltada

    A partir de hoje (26) os moradores da rua 60 do Setor de Mansões de Sobradinho II não precisarão mais conviver com lama no...

    Inaugurada ala hospitalar para tratar índios com covid-19 em Manaus

    O Ministério da Saúde e o governo do Amazonas inauguraram hoje (26), em Manaus, uma ala hospitalar destinada ao atendimento de índios infectados pelo...

    São Paulo testará 90 mil profissionais da saúde para covid-19

    Ao inaugurar dez novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital do Servidor Público Municipal, na manhã de hoje (26), o prefeito...

    Aberto edital para doações de material médico à Universidade do Acre

    Até 30 de junho, empresas e pessoas físicas podem doar à Universidade Federal do Acre (UFAC) materiais médicos relacionados ao enfrentamento à pandemia de...

    CEB faz 32 mil atendimentos on-line durante pandemia

    Nos últimos 60 dias, a Agência Digital da Companhia Energética de Brasília (CEB) fez mais de 32 mil atendimentos. Pelo portal, podem ser realizados...