coodhab

Após denúncias de vendas de vagas por supostos presidentes habitacionais na fila da COODHAB, o governo de Brasília sinalizou um novo recadastramento de entidades no programa habitacional que atende cooperativas e associações habitacionais.  O que preocupa o setor de uma forma geral, é que a cada edital de chamamento de cooperativa, o comércio de vagas por uma moradia aumenta, gerando expectativas no sistema, que até hoje não conseguiu atender aos associados já inscritos.

Segundo um presidente de cooperativa, o sistema deve abrir o cadastro para novas entidades, mas só cadastrar associados, quando a entidade for contemplada pelo edital, dificultando então a cobrança da taxa administrativa, que é prevista pela lei, para funcionamento da entidade.

Outro fato que é desconhecido, é que o Governo gera expectativas e quase sempre não cumpre o que reza os editais de chamamento. O recadastramento de novas entidades é importante, para que o sistema possa gerir democraticamente dando chances iguais aos excluídos a participarem da concorrência, preservando o direito a habitação.

Cris Oliveira

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.