Para a evangelista Anne Graham Lotz, a retirada das tropas norte-americanas da Síria para que a Turquia possa bombardear os curdos pode desencadear um evento profetizado em Ezequiel 38.

A declaração foi feita durante o programa “The Jim Bakker Show” na semana passada, onde a evangelista mostrava sua preocupação com a situação na Síria, com os cristãos e os curdos sofrendo ataques na região nordeste do país.

“Há uma guerra prevista, que nunca aconteceu”, disse ela. “Quando Gogue, o príncipe de Magogue – que algumas pessoas acreditam ser Putin na Rússia – desce do norte e se alinha com a Turquia e a Síria … e com o Sudão e a Líbia, e depois sobem e vão contra Israel”, analisa.

“Ezequiel 38 diz: ‘Deus fez isso’ porque Ele os está trazendo contra Jerusalém porque os julgará e os destruirá”, explicou a filha do evangelista já falecido Billy Graham.

Lotz acredita que esse acordo pode ter implicações para a profecia do fim dos tempos.

“Eles (tropas russas) estão agora no norte da Síria”, disse ela. “Então, eu só estou me perguntando se é como um tabuleiro de xadrez e se as peças estão sendo movidas para serem montadas, talvez nos últimos dias, mas talvez também na guerra de Ezequiel 38 que ainda precisa acontecer.”

Interpretação de Ezequiel 38 gera vários conflitos

Ao The Christian Post, o presidente da American Vision, Gary Demar, disse que há vários problemas com a interpretação de Ezequiel 38 por Lotz.

“O problema mais óbvio é que a batalha de Gogue e Magogue, no sistema dispensacional que Lotz acredita e ensina, não ocorre até depois do período de mil anos descrito em Apocalipse 20: 7-8”, argumentou DeMar que lançou um livro sobre o tema.

“Isso significa que essa batalha, no dispensacionalismo, ocorrerá pelo menos mil anos no futuro e não tem nada a ver com o que está acontecendo na Síria ou em qualquer outro lugar”, disse ele.

Ainda assim, Lotz pede aos fiéis que orem pelo Oriente Médio e que a paz reine em Jerusalém.

Fonte: Gospel Prime

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.