O Hospital Regional da Asa Norte (Hran) inaugurou, nesta sexta-feira (7), dois equipamentos de fototerapia de última geração, utilizados no ambulatório de dermatologia para tratamento com lâmpadas de luz ultravioleta. A unidade é a primeira da Secretaria de Saúde (SES) a oferecer esse tipo de atendimento à população do Distrito Federal.

A luz ultravioleta atua sobre doenças inflamatórias da pele. É uma opção terapêutica para várias dermatoses, como a psoríase, o vitiligo, o linfoma cutâneo de células T e dermatite atópica, entre outras. É recomendada por vários especialistas por ser um procedimento com resultados rápidos, nada invasivo e que permite o uso conjunto com outros medicamentos.

A novidade foi recebida pelo vice-governador, Paco Britto, juntamente com o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, e o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Raimundo Carreiro, que elogiaram o trabalho dos gestores e da equipe de saúde à frente do ambulatório.

“O Hran é excelência em várias especialidades no Brasil, e a equipe que está aqui ama o que faz”, destacou Paco Britto. “Agradeço a todos vocês que prestam esse trabalho lindo à população, especialmente agora, com esses equipamentos tão desejados pelos profissionais e pacientes.”

Também o secretário de Saúde reafirmou a excelência e o empenho da equipe do hospital nos atendimentos aos pacientes com problemas dermatológicos. “Fico emocionado com profissionais desse gabarito, e agradeço em nome da população pelo serviço que fazem aqui”, ressaltou.

Oportunidade

 Alguns pacientes esperaram durante anos a oportunidade de passar pela fototerapia na rede pública, como o pequeno Artur. Desde os três anos, ele lida contra o vitiligo. Assim que as máquinas chegaram ao Hran, ele foi um dos primeiros atendidos.

“Foi muito importante a vinda desses equipamentos para o Hran, porque havia uma defasagem na rede pública”, valoriza o pai do menino, Claudinei Felinto. “Com a fototerapia, o Artur teve uma reação muito boa e o resultado do tratamento está aparecendo mais rápido, tanto que as manchas na pele dele já estão desaparecendo”.

Como funciona

No ambulatório, o tratamento será oferecido duas vezes por semana, com um total de 30 atendimentos semanais. Os pacientes utilizam a cabine e o painel com a luz ultravioleta. Ficam alguns minutos expostos a essas lâmpadas. A luz faz com que a doença possa ser controlada controle, pois auxilia a diminuir o processo de inflamação da pele.

Ao ser associado a outros medicamentos sistêmicos, alguns biológicos, o tratamento obtém o rápido controle das dermatoses com doses menores dos medicamentos. Ao mesmo tempo, é possível atingir um resultado de melhora da pele mais rápido quando a técnica é utilizada em associação.

“É um tipo de tratamento que pode ser oferecido a pacientes de várias faixas etárias; e, com a fototerapia auxiliando, é possível dar doses menores dos medicamentos, o que é melhor para o organismo da pessoa e acaba tendo uma resposta mais rápida”, informa o dermatologista Eugênio Reis, que integra a rede do ambulatório do Hran. “É um tratamento reconhecido no mundo inteiro.”

O Hospital Regional da Asa Norte é referência em dermatologia na rede pública de saúde do DF. Atualmente, a unidade tem dez dermatologistas que fazem atendimentos diversos, com destaque para psoríase, acne e doenças infectocontagiosas, como a leishmaniose. Semanalmente, são atendidos cerca de 500 pacientes.

Com informações da SES

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.