35.3 C
Distrito Federal
19/09/2020 - 15:49 PM

As Quentes da política do DF

MP 971/20 em pauta Está em pauta na Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira (17), a medida provisória 971/20 que trata do aumento salarial  da força...
More

    Doria e Zema apoiam PEC da 2ª instância e criticam extremismo

    Governadores de São Paulo e Minas Gerais gravaram vídeo juntos rechaçando extremismos e defendendo a PEC da segunda instância Paulo Beraldo



    Os governadores de São Paulo, João Doria (PSDB), e Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), gravaram um vídeo juntos neste sábado, 9, em que defendem uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que permita a prisão após condenação em segunda instância. A mensagem vem um dia após a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, liberado após o Supremo Tribunal Federal (STF) ter proibido o cumprimento de pena antes do esgotamento de todos os recursos na Justiça.

    “Minas Gerais e São Paulo estarão juntos com o PSDB e com o Novo no Congresso Nacional, que é pelo Congresso Nacional que a PEC que vai estabelecer o juízo definitivo para que condenados em segunda instância cumpram a pena na cadeia”, afirmou Doria, destacando a necessidade de se valorizar as instituições.

    Romeu Zema reforçou a mensagem ao dizer que o Brasil precisa de instrumentos em sua legislação que permitam “punir todos os criminosos”. “Com radicalismo, com extremismo, não vamos resolver nada. Muito pelo contrário, vamos agravar a situação. Precisamos ser ponderados nesse momento de fortalecer todas as instituições. É através delas que vamos encontrar a solução que o Brasil precisa”, afirmou o governador mineiro.

    O objetivo da PEC é alterar o artigo 283 do Código de Processo Penal (CPP). O texto só prevê encarceramento sem o esgotamento dos recursos na Justiça em casos de flagrante, prisão temporária ou preventiva.

    Os governadores dos dois Estados mais populosos do Brasil saíram em defesa da mudança na lei no mesmo dia em que manifestantes ao redor do Brasil foram às ruas para pedir a volta da possibilidade de prisão em segunda instância. Atos foram registrados em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre.

    Contexto

    Para ser aprovada na Câmara dos Deputados, a PEC precisa passar pela Comissão de Constituição e Justiça, a CCJ – são necessários 34 votos dos 66 integrantes. Depois, passa por uma comissão especial e, então, pode ser apreciada pelo plenário da Casa. Lá, precisa do apoio de três quintos dos deputados – 308 dos 513.

    Há uma proposta similar no Senado Federal. Na sexta, a Coluna do Estadão mostrou que parlamentares do grupo Muda Senado vão pedir ao presidente da Casa, Davi Alcolumbre, para analisá-la direto no plenário, sem antes passar pela CCJ. A justificativa é o feriado da próxima semana e a convocação de uma sessão extraordinária para tratar da reforma da Previdência. A medida enfrenta resistência entre lideranças partidárias.

    Fonte: TERRA

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    Estação de trem em São Paulo recebe lixo eletrônico

    Quem está guardando um rádio quebrado em casa, ou aquele celular antigo que já não funciona mais, agora tem um lugar para descartá-los com...

    São Paulo registra 206 mortes pelo novo coronavírus em 24 horas

    Com o registro de 206 mortes e 7.711 casos desde ontem (17), o estado de São Paulo soma agora 33.678 mortes e 924.532 casos...

    Cidade de São Paulo vai retomar aulas presenciais em universidades

    O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, autorizou a retomada das aulas do ensino superior na cidade a partir do dia 7 de outubro....
    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    Parque da Tijuca limita visitas na trilha do Parque Lage-Corcovado

    A partir de hoje (19), o Parque Nacional da Tijuca, passa a limitar o número de pessoas que acessam a trilha Parque Lage-Corcovado durante...

    Ataques a canteiros e jardins é crime

    Ato de vandalismo: 500 mudas da espécie Sunpatiens foram arrancadas do icônico balão do Aeroporto de Brasília. Foto: Paulo H Carvalho / Agência BrasíliaAlém...

    Servidores da Saúde receberão 2ª parcela da Gata em novembro

    A segunda parcela da Gratificação de Atividade Técnico-Administrativa (Gata) será incorporada nos contracheques de outubro, para ser recebida em novembro. A gratificação beneficia 27,2...

    Projeto de Julio Cesar garante recursos para compra de medicamentos indicados no tratamento de doenças raras

    Parte dos 30% dos recursos destinados ao Programa de Fomento à Pesquisa da Saúde serão aplicados em atividades para o desenvolvimento e compra de...

    Governo federal regulamenta turismo de trilhas no Brasil

    O governo federal definiu os critérios para a adesão de novos trajetos nacionais e regionais à Rede Nacional de Trilhas de Longo Curso e...