24 C
Distrito Federal
23/09/2020 - 15:38 PM

As Quentes da política do DF

MP 971/20 em pauta Está em pauta na Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira (17), a medida provisória 971/20 que trata do aumento salarial  da força...
More

    Senado aprova projeto que retoma mamografias no SUS para mulheres com mais de 40 anos



    O Ministério da Saúde não pode passar por cima de uma lei aprovada pelo Congresso Nacional e restringir, por portaria, os exames mamográficos para detecção precoce de câncer de mama, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), apenas a mulheres com 50 anos ou mais. Este foi o argumento apresentado pela senadora Leila Barros (PSB-DF) para aprovar, nesta terça-feira (30), o Projeto de Decreto Legislativo (PDS) 377/2015, que susta a Portaria 61/2015 do Ministério da Saúde (MS). A proposta será encaminhada para análise da Câmara dos Deputados.

    A parlamentar do Distrito Federal foi relatora do projeto na Comissão de Assunto Econômicos (CAE) do Senado e defendeu a aprovação no Plenário do Senado (Veja no vídeo) . A proposição determina que mulheres com mais de 40 anos poderão fazer a mamografia pelo SUS, conforme determina a Lei 11.664. “O câncer de mama é uma enfermidade gravíssima e que acomete um número muito grande de mulheres em nosso país. Trata-se da primeira causa de morte por câncer entre as mulheres brasileiras. Além disso, sabe-se que a incidência da doença aumenta progressivamente em mulheres a partir dos 40 anos”, destacou a senadora Leila.

    A portaria do MS estabelece o foco do rastreamento na faixa etária de 50 a 69 anos, relativizando o acesso das mulheres abaixo de 50 anos que estejam assintomáticas e não tenham indícios de alto risco. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), 59,7 mil novos casos devem ser registrados em 2019, uma taxa de incidência de 51,29 casos por 100 mil mulheres.

    Para o autor da proposição, senador Lasier Martins (PSD-RS), o Ministério extrapolou suas competências, ao fixar limites etários mais elevados que os estabelecidos pela Lei 11.664. Além disso, segundo o autor, a portaria afronta o direito constitucional à saúde, e afronta as recomendações médicas internacionalmente reconhecidas.

    A legislação federal, aprovada em 2008, assegura a prevenção, a detecção, o tratamento e o seguimento dos cânceres do colo uterino e de mama, no âmbito do SUS, para a realização de mamografia para o rastreamento do câncer de mama.

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    Vasco e Botagogo lutam por vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil

    Para o Vasco só a vitória interessa hoje (23) no confronto contra o Botafogo, segundo confronto da Quarta Fase de Copa do Brasil. A partida será em...

    Justiça suspende trabalho presencial de médicos do INSS

    A Justiça Federal no Distrito Federal (JFDF) suspendeu a volta ao trabalho presencial de médicos peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A...

    Governo de SP mantém jogos de futebol sem público nos estádios

    O governador de São Paulo, João Doria, disse hoje (23), que não vai liberar a volta de torcedores aos estádios de São Paulo a...
    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    Senado aprova recriação do Ministério das Comunicações

    Nesta quarta-feira (23), durante o segundo dia de votações semipresenciais, o plenário do Senado aprovou a Medida Provisória 980/2020, que recriou o Ministério das...

    Mais de 1,2 mil municípios aderiram ao sistema de compras do governo

    Em um ano, 1.229 municípios aderiram ao Sistema de Compras do Governo Federal, estimulados pelas novas regras de uso do pregão eletrônico, estabelecidas pelo...

    Tenista Luisa Stefani se garante na semifinal do WTA de Estrasburgo

    Nesta quarta-feira (23), a tenista Luisa Stefani, 33ª melhor do mundo nas duplas, conquistou a vaga na semifinal do WTA de Estrasburgo, na França....

    Vasco e Botagogo lutam por vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil

    Para o Vasco só a vitória interessa hoje (23) no confronto contra o Botafogo, segundo confronto da Quarta Fase de Copa do Brasil. A partida será em...

    SUS abre consulta pública sobre uso de medicamento para o coração

    A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias ao Sistema Único de Saúde (Conitec SUS) abriu consulta pública sobre a proposta de adoção da substância...