19.4 C
Distrito Federal
22/09/2020 - 07:22 AM

As Quentes da política do DF

MP 971/20 em pauta Está em pauta na Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira (17), a medida provisória 971/20 que trata do aumento salarial  da força...
More

    Israel terá nova eleição após Netanyahu não conseguir formar coalizão

    A previsão é de que o novo pleito, que será o segundo no ano, ocorra em setembro



    Parlamentares israelenses aprovaram a dissolução do Parlamento hoje (30), colocando o país a caminho de uma segunda eleição, depois que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu fracassou na tentativa de formar uma coalizão de governo antes do prazo estabelecido para a meia-noite dessa quinta-feira.

    A previsão é de que o novo pleito, que será o segundo no ano, ocorra em setembro. O fato teve repercussão sem precedentes, segundo observadores, mesmo em um país acostumado com conflitos políticos internos, além de representar uma derrota para Netanyahu, que havia saído vitorioso nas últimas eleições no dia 9 de abril.

    A votação do Parlamento, que acabou em 74 a 45 votos favoráveis à dissolução, aconteceu poucos minutos após o término do prazo para que Netanyahu formasse nova coalizão.

    Nos próximos meses, ele deve se tornar o primeiro-ministro a ficar mais tempo no cargo.

    A turbulência política começou com uma disputa entre os aliados de Netanyahu – o ex-ministro da Defesa Avigdor Lieberman, de extrema direita, e partidos ligados ao judaísmo ultra-ortodoxo – em relação ao recrutamento militar.

    Os partidos religiosos não querem que seus jovens estudantes seminaristas ultra-ortodoxos sejam forçados a cumprir o serviço militar obrigatório. Mas Lieberman e outros israelenses querem que eles compartilhem o dever militar.

    Uma nova eleição representaria uma derrota menor para Netanyahu do que sua alternativa, na qual o presidente de Israel, Reuven Rivlin, poderia ter pedido que outro político formasse uma coalizão de governo.

    Confrontado com a possibilidade de ter que assistir um de seus rivais políticos em uma posição de protagonismo, Netanyahu angariou votos suficientes para dissolver o Knesset (Parlamento), que tem 120 membros.

    Com informações da Agência Brasil

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    Senado aprova convite para Araújo falar sobre visita de Pompeo

    A Comissão de Relações Exteriores (CRE) do Senado aprovou nesta segunda-feira (21) o convite para que o chanceler Ernesto Araújo fale sobre a visita...

    Pedófilo morre atropelado por comboio momentos antes de ir a tribunal

    Um homem acusado de abuso sexual morreu, atropelado por um comboio, na manhã do dia em que seria sentenciado. Mark Jones, de 51 anos, foi...

    Pela primeira vez, assembleia geral da ONU é realizada virturalmente

    Teve início nesta terça-feira (15) a 75ª sessão da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Em virtude da pandemia de covid-19, esta...
    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    PMDF APREENDE DROGAS NO GUARÁ

    A PMDF apreendeu drogas, na madrugada desta terça-feira (22), no Setor Habitacional Bernardo Sayão, no Guará. A apreensão ocorreu após uma dupla de motociclistas...

    Pelo segundo ano, Amazônia será tema de Bolsonaro em discurso na ONU

    Em meio à pandemia do novo coronavírus, a 75ª edição da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) será realizada este ano de forma...

    Homem provoca acidente e acaba preso pela PMDF

    Um homem, embriagado, bateu em um carro na QE 40, fugiu e resistiu a prisão. Acabou realizando o teste do bafômetro e autuado pelo...

    Irmãos são presos após flagrante de drogas em Taguatinga

    Um homem de 18 anos e um adolescente de 16 foram encaminhados à delegacia após serem flagrados com droga, na noite desta segunda-feira (21),...

    Vila Nova derrota Imperatriz pela Série C do Campeonato Brasileiro

    O Vila Nova chegou à terceira vitória na Série C do Campeonato Brasileiro ao passar pelo Imperatriz por 3 a 0, na partida que...