A Administração Regional de Samambaia com o apoio das frentes de trabalho do GDF Presente e Defesa Civil, pôde estar solucionando dois casos de residência de acumuladores na cidade. Essa foi uma intervenção conjunta entre os órgãos que contou ainda com o apoio e assistência dos psicólogos da Defesa Civil.

Os moradores das quadras 502 e 609 há mais de dez anos pediam o auxílio para retirar a grande quantidade de objetos que eram armazenados nas casas, essa situação vinha oferecendo riscos à saúde, como a proliferação de arboviroses, roedores e dengue. Nas duas ações, foram retiradas cerca de 15 toneladas de entulhos.

O trabalho foi executado de forma humaniza e prontamente assistido por psicólogos especializados neste tipo de mediação, para que o planejamento fosse concluído, o administrador regional, Gustavo Aires, solicitou esse apoio.

“Nós queríamos atender a população, mas pensamos em antes fazermos uma abordagem preventiva com esses moradores. Por isso, analisamos que um apoio psicológico seria a forma mais correta de concluirmos essa demanda”, disse Aires.

Assim, as visitas começaram a ser feitas até gerar a confiança por parte dos moradores na equipe da Administração e nos psicólogos, até que eles permitiram entregar os objetos. “Cada material presente em suas casas é carregado de apego afetivo/emocional e mobilizar equipes esclarecidas do transtorno de acumulador ajuda no processo”, contou Benedita de Souza, psicóloga que auxiliou em todas as etapas.

Ela ainda orientou todos que trabalharam na ação, como funapeiros e motoristas, a como agir nessa situação, com abordagem calma e linguagem clara, caso os donos dos imóveis tivessem receio de entregar algum material.

E mesmo agora, após a conclusão da retirada, o acompanhamento continuará a ser feito, com o encaminhamento direcionado ao Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e também o Psicossocial (CAPS).

“Nossas visitas posteriores à operação de retirada é pra garantir se estão sendo assistidos e construir uma rotina que os ajude a não acumularem”, conclui a psicóloga.

Os trabalhos executados pelas equipes de trabalho do GDF Presente em conjunto com a Administração Regional de Samambaia e Defesa Civil estão sendo diferenciados e o reflexo dessa atitude humanizada pode ser facilmente observado. Para Anderson Felipe, Morador da QR 609, os problemas que foram enfrentados por ele e por seus vizinhos em decorrência do acumulo de entulho na residência próxima a sua.

“O problema estava causando dengue, várias pessoas aqui na quadra contraíram a doença, por conta da sujeira da casa ao lado. Graças à Deus a Administração esteve aqui e transformou toda a situação. Realmente o GDF tem feito o seu trabalho naquilo que compete a ele e até mais. Achei incrível a maneira como os psicólogos vieram e conversaram com os moradores que acumulava os lixos aqui. Com a retirada das 5 toneladas de lixo, liberou um espaço muito grande na quadra e está preservando a saúde dos moradores e das crianças. Quero agradecer também a Administração de Samambaia. Mudou completamente o ambiente, sem gerar nenhuma relação ruim”, destacou Felipe.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.