Foi publicado no dia 24/10 no Diário Oficial da Câmara Legislativa do DF, um acordo celebrado entre a empresa Confederal Vigilância e transporte de valores que garante reajuste do valor contratual retroativo a 1º janeiro de 2019. O fato interessante é a ligação do dono da empresa confederal e o 2° secretário da mesa diretora, que teve sua esposa empregada no gabinete do ex senador, dono da empresa. Pergunta que não quer calar: Houve um favorecimento nesse reajuste?

Cris Oliveira

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.