Foto reprodução

Um movimento orquestrado dentro do governo de Brasília pela saída do administrador Alessandro Paiva, da Administração Regional do Jardim Botânico, foi considerado como um “retrocesso”, por um grupo de síndicos, presidentes de associações e dirigente do segmento empresarial e produtivo da comunidade. As lideranças do Jardim Botânico foram   recebidas nesta sexta-feira (28), pelo secretário das Cidades, Marcos Dantas

Nenhum  governo do Distrito Federal trocou tanto de administradores regionais em troca das  acomodações políticas em tão curto tempo como o atual governo de Brasília. As mudanças se dão geralmente sem nenhuma comunicação as comunidades o que causam prejuízos enormes para as cidades.

A notícia de uma provável substituição do administrador Alessandro Paiva por um paraquedista e pretenso candidato a deputado distrital na Administração Regional do Jardim Botânico, levou as lideranças comunitárias a se posicionarem e reagirem contra a mudança.

“Nós consideramos altamente nocivo e um retrocesso para uma cidade em que projetos importantes como as obras de construção da nova feira do produtor; da iluminação da Estrada do Sol, iluminação de trechos no Tororó, a poligonal da região administrativa e a regularização do setor comercial estão em curso”, disse o líder comunitário Toni Duarte.

Marcos Dantas / Foto reprodução

Marcos Dantas garantiu que não há nenhuma  possibilidade de mudanças de administrador no Jardim Botânico e deixou claro que não se mexe em time que está ganhando “Sou um dos responsáveis pela indicação de Alessandro Paiva para cuidar do Jardim Botânico e sem dúvida ele tem se destacado pelo intenso trabalho que vem realizando lá e no Lago Sul”, disse Dantas.

O secretário afirmou ainda que a administração do Jardim Botânico será fortalecida já que está em curso o processo de regularização dos condomínios. Ele reconheceu que o administrador Alessandro Paiva trabalha com uma limitação de pessoal para dar conta de duas regiões administrativas, mas  mesmo assim, na sua avaliação,  tem dado conta do recado.

“O administrador tem prestado conta do que faz, é um gestor articulado, faz os projetos para  importantes para a cidade  e vai atrás de recursos para tocar as obras como os que serão empregados na construção da nova feira do produtor e da iluminação da Estrada do Sol. É um grande quadro do nosso governo”, apontou o secretário das Cidades.

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.