20.2 C
Distrito Federal
sábado, 30 maio, 2020

As Quentes da Política do DF

Inquéritos das Fake News Oito deputados ligados ao presidente Bolsonaro são alvo da operação da Polícia Federal que investiga Fake News na internet contra os...
More

    Governo de Goiás apresenta plano de reforma administrativa para o Estado

    Plano prevê corte de 3.980 cargos e funções comissionadas

    - PUBLICIDADE -



    Em coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira, 26 de junho, o Governo do Estado de Goiás apresentou o seu plano de reforma administrativa. As medidas preveem uma economia de R$ 422 milhões em quatro anos.

    De acordo com o governador Ronaldo Caiado, presente na coletiva de apresentação das medidas, a reforma administrativa vai contribuir para a equalização da grave crise fiscal pela qual passa o Estado. Na segunda-feira, 24 de junho, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, concedeu liminarmente a entrada de Goiás do Regime de Recuperação Fiscal previsto pela Lei Complementar 159/2017.

    Dentre as medidas anunciadas, está a uniformização e a consolidação da legislação de pessoal, o corte de 3.980 cargos e funções comissionadas, a introdução de medidas para garantir a maior profissionalização da gestão pública, com ganho significativo de eficiência.

    Medidas anunciadas

    Padronização da legislação de pessoal

    Redução para 11 tipos de cargos de assessoramento.

    Padronização na simbologia das remunerações.

    LEI ÚNICA para organização de todos os cargos, com suas respectivas simbologias e valores. Separação clara entre os cargos de chefia, direção e assessoramento.

    Critérios técnicos de provimento e corte de cargos

    Previsão legal para critérios técnicos de provimento de cargos em comissão, por competência e merecimento, incluindo a previsão de cargos para líderes de áreas ou projetos, que passarão por processo seletivo.

    Corte de 1.672 cargos comissionados.

    Corte de 2.308 funções comissionadas.

    Ganhos com a reforma

    Redução da máquina pública, com corte total de 3.980 cargos comissionados e funções comissionadas.

    Ganhos significativos de clareza, transparência e controle social.

    Arranjo institucional adequado para a implementação de políticas públicas de profissionalização da gestão.

    Simplificação e racionalização da estrutura de cargos, permitindo maior controle dos resultados da gestão e maior integração das ações de governo.

    Alinhamento da estrutura administrativa com o plano de governo, ou seja, com as entregas esperadas pela população.

    Economia de 422 milhões de reais em quatro anos.

    Redução de 20% no custo da máquina pública estadual.

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    União para atender artesãos em dez regiões administrativas

    Ação complementa uma série de iniciativas encabeçadas pela Setur-DF | Foto: Cláudio Gerber / Setur-DF A Secretaria de Turismo (Setur-DF) entregou, neste sábado (30), 120 cestas básicas...

    EUA solicitam Guarda Nacional para conter protestos em Minneapolis

    Toda a Guarda Nacional de Minnesota foi ativada pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial, após quatro noites de protestos por vezes violentos...

    Covid-19: Brasil tem quase 500 mil casos confirmados e 28.834 mortes

    O Brasil registrou 956 novas mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 28.834. O resultado representou um aumento de 3,4%...

    Pandemia: Pan-Pacífico de natação é adiado de 2022 para 2026

    Os organizadores do Pan-Pacífico de natação anunciaram o adiamento das competições, que seriam disputadas no Canadá, inicialmente marcadas para o início do segundo semestre...

    Mais de 127 mil testes rápidos, por drive-thru, já foram feitos no DF

    Recorde de casos foi na última sexta-feira (29), com 501 testes positivos | Foto: Geovana Albuquerque / Secretaria de Saúde Importante medida para avaliar o...