Opresidente Jair Bolsonaro usou seu Twitter na tarde de hoje para negar a recriação da CPMF [Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira] ou o aumento da carga tributária.

O texto foi motivado pela exoneração do secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, que defendia a criação de um novo imposto sobre movimentações financeiras.

“Paulo Guedes exonerou, a pedido, o chefe da Receita Federal por divergências no projeto da reforma tributária. A recriação da CPMF ou aumento da carga tributária estão fora da reforma tributária por determinação do Presidente”, escreveu Bolsonaro.

O presidente continua internado no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde foi submetido à uma cirurgia para correção de uma hérnia incisional.

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.