Em palestra no Recife, ex-senadora afirmou que deputado ‘está sendo mais hostilizado por ser evangélico que por sua declarações equivocadas’

15 de maio de 2013 | 13h 08
Isadora Peron, de O Estado de S. Paulo

SÃO PAULO – Criticada nas redes sociais por ter defendido o deputado Marco Feliciano (PSC-SP), a ex-senadora Marina Silva vai divulgar na internet o vídeo de uma palestra dada na noite de terça-feira, 14, em que disse que o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara estaria sendo “mais hostilizado por ser evangélico que por suas declarações equivocadas”. “Não gosto como este debate vem sendo conduzido (legalização do aborto e casamento gay). Hoje, se tenta eliminar o preconceito contra gays substituindo por um preconceito contra religiosos”, afirmou Marina no evento, segundo o jornal Diário de Pernambuco. A fala tem sido reproduzida nas redes sociais com críticas à ex-senadora, ela própria também evangélica.

Fonte: Estadão

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.