Ângala Lacerda – O Estado de S. Paulo

RECIFE – O governador de Pernambuco e possível candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, assinou nesta terça-feira, uma ficha de apoio à criação da Rede Sustentabilidade, partido que está sendo articulado pela ex-senadora Marina Silva. Segundo ela, postura mostrou solidariedade do PSB em relação ao direito da criação da nova sigla.

Veja também:
link OAB-SP emitirá parecer sobre projeto que inibe partidos
link Gurgel diz que projeto que inibe criação de novos partidos viola Constituição

 

Marina afirmou que a conversa com Campos girou em torno do “casuísmo” do projeto de lei que inibe a criação de novos partidos. Disse ainda que vai entrar com uma ação de inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal (STF) “se o Congresso não corrigir o erro cometido na Câmara Federal”.

A ex-senadora evitou mostrar pontos de aproximação com o PSB. Ao ser indagada se teria alguma identificação programática com o partido socialista, ela respondeu com outra pergunta: “Vocês já perguntaram a ele (Campos) se ele tem identificação programática com a Rede?”

Marina fica em Pernambuco até quarta-feira, 15, na sua cruzada em busca de assinaturas para a criação do novo partido. Já conseguiu 300 mil das 550 mil necessárias, em três meses e meio. Confiante de alcançar o número no prazo, em junho, ela não assumiu ser pré-candidata à Presidência. A antecipação desta questão, segundo ela, prejudica a gestão pública e a democracia e “só interessa a quem está no governo e a quem está viciado no poder pelo poder e tem crise de abstinência quando não está disputando o poder”.

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.