28.2 C
Distrito Federal
14/07/2020 - 16:02 PM

As Quentes da Política do DF

Trocas de cadeiras no GDF O governador esquentou a caneta azul na tarde de ontem. Devolveu o DF-Legal para o PP de Celina Leão e...
More
    - PUBLICIDADE -

    Buenos Aires é a cidade mais barata entre os destinos latinos mais buscados pelos brasileiros

    - PUBLICIDADE -



    Com a oscilação da moeda americana e ainda que o Real esteja desvalorizado, viajar para destinos vizinhos é uma ótima pedida ainda mais sendo baixa temporada quando os preços tendem a ser mais em conta. Pensando nisso, o Skyscanner, buscador global de viagens, analisou os valores para uma viagem de 7 dias no mês de outubro entre as cinco cidades latino-americanas mais buscadas pelos brasileiros (na plataforma): Buenos Aires, Lima, Montevidéu, San Andres e Santiago.

    O levantamento* mostra que Buenos Aires – o segundo destino internacional mais buscado entre os brasileiros, perdendo apenas para Lisboa, foi o mais barato da lista. O total da viagem** fica em torno de R$ 1.670, incluindo voos diretos, hospedagem em hotel três estrelas e passeios para algumas das atrações da cidade como show de tango e Casa Rosada.

    Em segundo lugar ficou Montevideo, no Uruguai, que também registrou um bom custo-benefício com uma viagem internacional, por menos de R$ 2.000 para sete dias. Os outros destinos oscilaram entre R$ 2.200 a R$3.200.

    A gerente de marketing e comunicação do Skyscanner, Tahiana Rodrigues, destaca que o viajante que deseja explorar pela primeira vez um destino fora do país pode começar pelos destinos na América Latina. “Além da facilidade no idioma, o câmbio é favorável, o custo é bem menor que outros lugares no exterior e tem a vantagem de poder viajar apenas com o documento de identidade, sem se preocupar com visto de entrada e passaporte”, comenta.

    Por outro lado, é preciso ficar atento às temporadas de altas e baixas nos preços. Dezembro lidera como o mês mais caro para a maioria desses destinos latinos. Já maio e outubro são ótimos meses para visitar as cidades.

    Para quem deseja conhecer Santiago, é melhor evitar viajar no mês de julho, historicamente 36% mais caro do que o mês mais barato que é outubro. O mesmo vale para Buenos Aires com 30% de aumento, comparado a maio, que é o período mais em conta. Já Lima, viajar em janeiro é 21% mais caro do que em maio. Em Montevideo, dezembro deve ser evitado, pois os preços são 33% maiores do que outubro. E em San Andres, julho é o mais crítico com aumento de 33% comparado a maio.

    Abaixo preços levantados pelo buscador.
    **Vale lembrar que os valores variam e que é possível gastar menos, por exemplo com hospedagem (você pode ficar em um bom quarto coletivo de um bom hostel) e com alimentação (elegendo opções simples, em lugares populares e ou cozinhando uma ou mais refeições de suas refeições diárias).

    Buenos Aires

    Passagens aéreas: em torno de R$ 1.041 ida/volta
    Hotel: período R$ 353,00
    Refeição básica: R$ 25,00 por dia
    Atrações: Casa Rosada e Caminito grátis / Espetáculo de tango – em torno de R$104,00
    Total aproximado: R$ 1.673,00
    Confira também dicas, informações e o que fazer em Buenos Aires no post especial que fizemos!

    Fonte: Os MUCHILEIROS

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    Caixa atinge limite de R$ 5,9 bilhões em crédito pelo Pronampe

    A Caixa disponibilizou, até hoje (14), R$ 4,4 bilhões por meio do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe)....

    Julho Amarelo destaca importância da prevenção contra as hepatites virais

    As hepatites virais são doenças silenciosas que provocam inflamação do fígado e nem sempre apresentam sintomas. No Brasil, são causadas mais comumente pelos vírus...

    Pesquisa busca soluções de segurança em acessos ao transporte público

    Usuários do transporte público coletivo do Distrito Federal já podem participar da pesquisa sobre segurança em espaços públicos, como paradas de ônibus e passagens...

    MME mantém recomendação para extinguir horário de verão

    O Ministério de Minas e Energia (MME) manteve a recomendação de não se adotar o horário de verão neste ano (período de 2020/2021). O...

    Indicador do Ipea revela aceleração inflacionária

    O Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda, do mês de junho, mostrou aceleração inflacionária na margem em todos os segmentos de renda...