Aluguel Social abre inscrições em Santo Antônio do Descoberto

A Agência Goiana de Habitação (Agehab) intensifica as inscrições do Programa Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social para moradores de Santo Antônio do Descoberto. A ação é uma parceria com a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra). As inscrições podem ser realizadas pelo site da Agehab e seguem até o preenchimento total das vagas do programa destinadas ao município.

Podem se inscrever famílias que ainda não foram beneficiadas, que vivam na cidade há pelo menos três anos, estejam em situação de vulnerabilidade econômica e não tenham moradia própria.

O presidente da Agehab, Alexandre Baldy, orienta as famílias a lerem o edital antes de efetuarem as inscrições e, se houver dúvida, solicitar esclarecimentos pelos canais de comunicação da Agência, como telefone ou redes sociais.

Segundo ele, os requisitos precisam ser comprovados posteriormente por meio da documentação descrita nas regras contidas no edital.

“A família que mora de aluguel deve ter CadÚnico atualizado, além de morar há pelo menos três anos no município e não possuir imóvel próprio. Também precisa atender a pelo menos um dos requisitos específicos”, relembra.

Aluguel Social

Estão entre os critérios específicos para receber o Aluguel Social consta:

  • O superendividamento
  • Moradia improvisada
  • Nome negativado no SPC/Serasa
  • Vítima de violência doméstica
  • Idoso, pessoa com deficiência
  • Família só com pai ou só com mãe
  • Ter se inscrito para imóvel de programa habitacional no estado e não ter sido contemplado
  • Cadastro em programas sociais do Governo de Goiás
  • Bolsista do Probem ou estudante da UEG

Basta comprovar um destes itens, além dos requisitos gerais, já informados.

O Aluguel Social foi criado no final de 2021. Hoje o programa tem capacidade para atender simultaneamente cerca de 40 mil famílias. O secretário estadual da Infraestrutura, Pedro Sales, explica que o programa surgiu em um momento em que várias pessoas estavam perdendo os seus lares em decorrência da pandemia.

“O governador Ronaldo Caiado foi sensível aos prejuízos causados pela Covid-19. Como não podia esperar a finalização das moradias em construção, determinou a imediata ajuda a famílias em vulnerabilidade”, explica o titular da Seinfra.

O recurso mensal de R$ 350, que deve ser usado exclusivamente para custear a locação de imóveis, é concedido por 18 meses. As inscrições podem ser feitas pelo site . Os interessados devem posteriormente, quando convocados, apresentar os documentos que atestam requisitos requeridos pelo programa.

Saiba mais

Agehab cadastra moradores para regularização de escrituras em Goiânia

Nos siga no Google Notícias

Comentários

338FãsCurtir
21,700SeguidoresSeguir
594SeguidoresSeguir

Últimas Notícias