Para contribuir com a ampliação de políticas públicas de prevenção à violência contra a mulher e o acolhimento das vítimas, a deputada federal Flávia Arruda (PL-DF) destinou R$450 mil reais para a construção de uma nova unidade da Casa da Mulher Brasileira. De acordo com o Governo do Distrito Federal, uma unidade será implantada em Ceilândia, região que tem maior registro deste tipo de crime.

Como presidente da comissão externa de combate á violência contra a mulher e feminicídio da Câmara dos Deputados, Flávia Arruda tem acompanhado iniciativas por todo o país e aposta em centros que concentrem um atendimento integrado dos serviços públicos, como é a proposta da Casa da Mulher Brasileira.

“Desde a informação, o registro da denúncia e até medidas de acolhimento são oferecidos nas casas. É uma rede de apoio que é determinante para a quebra do ciclo de violência e um ponto de referência para toda a comunidade”, ressalta a deputada.

Ceilândia
Em 2018 Ceilândia foi a região administrativa com a maior taxa de violência doméstica. Foram registrados 2437 casos. O local é um dos pontos alvo do Plano Estratégico 2019-2060 lançado pelo GDF. A meta é diminuir em 10% os crimes relacionados à mulher em toda a cidade.

 

Fonte: Assessoria

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.