JOÃO HENRIQUE MARQUES – Neymar passou por novos exames de imagem no pé direito nesta terça-feira, em Paris. Desta vez, o brasileiro esteve acompanhado do médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, além de integrantes do departamento médico do PSG. Uma decisão já tomada em consenso é de que o jogador seguirá mais dias em tratamento conservador da fratura no quinto metatarso, mas com a possibilidade de uma nova cirurgia no local em aberto.

Os médicos do PSG são os gestores do tratamento, mas consideravam a presença de Lasmar, o responsável pela cirurgia em Neymar no ano passado, como fundamental para a decisão dos próximos passos do tratamento.

Neymar segue com o pé imobilizado e realizando fisioterapia. A ideia é de que com até 15 dias, a lesão possa apresentar evolução positiva, descartando assim a possibilidade cirúrgica. O período de observação largo é considerado vital para a avaliação da resposta do organismo a um problema repetido.

Com a camisa do PSG, Neymar perdeu mais jogos que em 4 anos no Barça

O departamento médico do PSG já trata a reabilitação de Neymar com um período mínimo de 2 meses. Diminuir o risco de novos problemas é o que faz os especialistas do clube evitarem o retorno antes disso.

Neymar segue realizando grande parte do trabalho fisioterápico em casa. O jogador tem a preferência ao tratamento conservador para que possa voltar o mais rápido possível a atuar pelo PSG, já que a ideia é estar em campo pela Liga dos Campeões desta temporada.

Para o duelo de ida contra o Manchester United, dia 12 de fevereiro, a ausência já é tratada de maneira oficial. “Estamos tristes, ele está fora. E vamos quebrar a cabeça para resolver esse problema”, confirmou o treinador Thomas Tuchel no último fim de semana. Com informações da Folhapress. 

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.