23.9 C
Distrito Federal
12/07/2020 - 12:37 PM

As Quentes da Política do DF

Trocas de cadeiras no GDF O governador esquentou a caneta azul na tarde de ontem. Devolveu o DF-Legal para o PP de Celina Leão e...
More
    - PUBLICIDADE -

    Hospital Regional de Samambaia investe em qualidade de vida

    Com a instituição de práticas integrativas, unidade promove melhorias na rotina dos profissionais e, consequentemente, no atendimento ao público AGÊNCIA BRASÍLIA *

    - PUBLICIDADE -



    A rotina para quem trabalha em hospitais pode ser corrida e exaustiva, fatores que, às vezes, provocam problemas de saúde nos profissionais. A ideia de cuidar de quem cuida inspirou servidores do Hospital Regional de Samambaia (HRS) a lançar, dentro da unidade, práticas integrativas em saúde. São oferecidas sessões de reiki, acupuntura, auriculoterapia, ventosaterapia, mediação de conflitos e acesso a florais de Bach.

    A ventosaterapia é uma das atividades mais populares no local. Trata-se de uma técnica de origem oriental que utiliza copos de vidro ou de material plástico para produzir sucção em pontos específicos do corpo, com fins terapêuticos.

    “Sempre tive vontade de implantar esse projeto no hospital”, conta a coordenadora do projeto, a enfermeira Ivone Marinete dos Santos Rocha, que atua de forma voluntária. “Insisti na realização dessas atividades porque acredito que elas trazem melhorias para a saúde dos servidores, o que influencia diretamente na qualidade do atendimento aos pacientes.”

    Assistência 

     As práticas são desenvolvidas por enfermeiras, técnicas e terapeutas ocupacionais. Cada atividade tem hora e dia da semana, previamente estabelecidos pela equipe e divulgados aos servidores do hospital.

    “Estou muito feliz com a iniciativa, pois isso também significa o reconhecimento pelo nosso trabalho, demonstra cuidado com a gente e nos dá importância enquanto servidores”, destaca a enfermeira Maria Lúcia Correia da Silva.

    Desde a segunda quinzena de agosto, quando o projeto foi implantado, já foram observadas melhorias no clima organizacional da unidade de saúde. Esses avanços, segundo o superintendente da Região de Saúde Sudoeste, Luciano Agrizzi, impactam na assistência ao cidadão.

    “Logo que o projeto chegou, entendi a importância dele e prontamente apoiei”, relata. “Em pouco tempo, já estamos sentindo os impactos das atividades com a diminuição do absenteísmo e do número de afastamentos por licença médica, entre outros reflexos mais subjetivos.”

     

    Com informações da SES

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    Começam as queimadas controladas para prevenir incêndios

    Começa nesta segunda-feira (13) a primeira etapa da execução do aceiro negro em torno da DF-001, na altura da Estação Ecológica do Jardim Botânico...

    Polícia Militar Intensifica patrulhamento em cidades satélites do DF

    A PMDF através do Segundo Comando de Policiamento Regional Sul (CPRS II), realizou uma operação nas cidades do Recanto das Emas, Riacho Fundo, Bandeirante...

    Universidades desenvolvem apoio a diagnóstico de covid-19 com raio-x

    Três universidades do Paraná desenvolveram um método de apoio a diagnósticos de causas de pneumonia empregando inteligência artificial em procedimentos utilizando raio-x. O método...

    Funap ganha selo por inserir presos no mercado de trabalho

    O Distrito Federal tem 1.750 reeducandos do sistema prisional inseridos no mercado de trabalho. Todas as contratações foram intermediadas pela Fundação de Amparo ao...

    Caminhos da Reportagem exibe programa sobre a leishmaniose no Brasil

    A leishmaniose é uma doença que, todos os anos, afeta mais de 600 mil pessoas em todo o mundo. No Brasil, em 2018, quase...