Chico ilude vigilantes, falando em ”vitória” no dissídio coletivo. Justiça concedeu EXATAMENTE o que os patrões propuseram em ATA do MPT -março/2018.

O deputado Chico Vigilante está se achando o dono da vitória que as categorias de vigilantes tiveram sobre o Dissídio Coletivo julgado esta semana. Só que na verdade, não é bem assim que aconteceu.

No mês de março, em audiência no Ministério Público do Trabalho, o sindicato patronal fez a proposta de um reajuste salarial de 2,06% , além dos mesmos 2,06% de reajuste no ticket alimentação, manutenção/revisão do Plano de Saúde e Plano Odontológico com melhoria de cobertura e serviços, que seriam cumpridos imediatamente, conforme consta na Ata de Mediação do MPDFT, que o próprio Chico Vigilante, por meio do SINDESV-DF, não aceitou por intransigência, estendendo o processo que foi julgado nesta segunda-feira passada.

A jogada de Chico vigilante era estender o problema para sair de herói, vendendo dificuldade para colher facilidade, mas o reajuste dado na justiça e comemorado pelo SINDESV teve apenas aumento PÍFIO de 0,01% (pasmem!) a mais do acordo proposto pelo Sindicato Patronal em março. Que vitória é essa que os sindicalistas estão comemorando? Essa é a pergunta feita por muitos vigilantes. Em jornal, o SINDESV-DF relata que derrotaram a reforma trabalhista e que os vigilantes teriam uma redução de salário enorme. Fala sério Chico, que vitória o SINDESV-DF deu para os vigilantes, se vocês pediam a princípio 6,7% de aumento, deixaram de receber 2,06% (acordo proposto pelos empresários no início do ano) e após paralisar o DF com a greve, receberam após 09(nove) meses 2,07%(justiça decidiu em dissídio). O petista Chico Vigilante não sabe fazer conta. O dissídio saiu exatamente igual ao que os patrões ofereceram no início do ano em ATA do Ministério Público do Trabalho. Vigilantes já deveriam ter recebido tranquilamente os reajustes e não teriam problemas com os órgãos que estavam glosando o vale alimentação por falta de CCT válida. Chico sendo Chico. Acordem vigilantes!

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.