Deputado Alexandre Frota (PSL-SP)

O deputado federal do PSL-SP, Alexandre Frota, usou a tribuna nesta quinta-feira (14) e deixou claro que toda vez que o PSL ou o Presidente Jair Bolsonaro for atacado pela oposição, ele irá defendê-los.

Em São Paulo, o PSL vive uma crise após a eleição. Os diretórios estão sendo loteados para imigrantes partidários, ou seja, o partido está sendo entregue a oportunistas que nada fizeram pelo crescimento da bandeira na grande São Paulo.

Foi firmado um acordo entre o GDF e a empresa aérea tapairportugal. Brasília agora passará a ser cidade Stopover, ou seja, turistas poderão aproveitar a conexão e ficar até cinco noites na cidade sem pagar uma nova passagem. Para o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), a conexão Stopover esquenta as turbinas do Turismo na Capital do Brasil.

A segurança nas Escolas passou a ser o assunto do momento, após a tragédia de Suzano em São Paulo. O debate deverá acontecer em toda a sociedade e já está inflamado nas redes sociais.

A Senadora Leila do Voley se emocionou ao falar do massacre na Escola de Suzano-SP. Minha preocupação maior é como mãe. “Esses jovens estão perdendo a esperança”, disse a Senadora do DF.

Deputado Estadual Gil Diniz (PSL-SP)

O jogo PSL X PSDB começou em São Paulo. O deputado estadual Gil Diniz (PSL) ingressou na Justiça com mandado de segurança contra o tucano Cauê Macris, atual presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). Motivo: a reeleição do Tucano para a mesa diretora. Ou seja, o PSL começa o Grito de guerra contra a base do prefeito de São Paulo: Doria. Tudo indica que o grito ganhará força em todo País e que esses dois não andarão juntos em 2022. Gil é conhecido, foi assessor do atual presidente Jair Bolsonaro.

Cris Oliveira

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.