20.2 C
Distrito Federal
quarta-feira, 3 junho, 2020

As Quentes da Política do DF

Inquéritos das Fake News Oito deputados ligados ao presidente Bolsonaro são alvo da operação da Polícia Federal que investiga Fake News na internet contra os...
More
    - PUBLICIDADE -

    Iges-DF comprou 5 mil macacões protetores para profissionais de saúde

    Investimento foi de R$310 mil para aumentar proteção dos colaboradores que estão cuidando diretamente dos casos confirmados de Covid-19 AGÊNCIA BRASÍLIA

    - PUBLICIDADE -


    Uma compra de 5 mil macacões – que protegem contra a contaminação do novo coronavírus – foi feita pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF). O insumo é destinado aos profissionais de saúde que lidam diretamente com os casos confirmados da doença.

    O investimento foi de R$310 mil e o custo unitário de R$62,00 sendo que o Iges-DF poderá adquirir mais 15 mil equipamentos de proteção individual (EPIs) como esses, a depender da necessidade.

    Constituído 100% de polipropileno, o macacão é impermeável, respirável, antiestático, com resistência contra substâncias químicas e poeiras. O produto é descartável, sendo de utilização única pelo profissional.

    “Nesse momento, nosso objetivo é oferecer a maior proteção possível aos nossos colaboradores que estão na linha de frente. A compra desse macacão soma-se a outras medidas já feitas para garantir a proteção dos nossos profissionais”, ressaltou o diretor-presidente do Iges-DF, Sérgio Costa.

    Atualmente, as unidades de referência do Instituto para atender casos de Covid-19 são o Posto de Atendimento Rápido para Sintomas Respiratórios, montado ao lado da UPA do Núcleo Bandeirante, e o Hospital de Base, que atende pacientes imunodeprimidos.

    Critérios

    Antes de realizar a aquisição, o macacão foi avaliado por técnicos do Centro de Controle de Infecção Hospitalar e pelo Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, sendo a autorização da compra feita pela Gerência de Insumos e Logística.

    “Geralmente, esse insumo é utilizado para fazer a manipulação de quimioterápicos, que precisam ser isentos de qualquer contaminação. Porém, com a necessidade de aumentar a proteção dos profissionais no tratamento do coronavírus, adquirimos mais unidades e utilizaremos para este fim”, ressaltou a gerente de Insumos e Logística, Waléria Alves de Azevedo.

    A gerente informou, ainda, que os profissionais de saúde envolvidos no atendimento da Covid-19 são monitorados e estão tendo acesso a diversos equipamentos de proteção individual, como máscaras, álcool em gel, capotes (roupas especiais) e luvas.

    *Com informações do Iges-DF

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    Adolescente é apreendido com cocaína em Ceilândia

    Um adolescente de 16 anos foi apreendido por ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas, por volta das 21:50h desta terça-feira (2),...

    Homem furta carro no Guará, colide durante fuga e acaba preso no cruzamento da EPIA e o Cruzeiro

    Um homem de 27 anos foi preso na noite desta terça-feira (2), após tomar de assalto um carro no Guará I. Na tentativa de...

    Homem é preso com arma de fabricação caseira em Planaltina

    Um homem foi preso por porte ilegal de arma de fogo, por volta das 19h30 desta terça-feira (2), na Via NS1, em Planaltina/DF. Durante patrulhamento...

    Saúde recebe, da ONU, doação de mil kits Dignidade

    O material tem 15 itens de higiene e cuidados pessoais. Será distribuído pelas equipes de Consultório de Rua Móvel. Foto: Breno Esaki/Secretaria de Saúde As...

    Recanto das Emas recebe ações de sanitização do Sanear-DF

    Criado pelo Governo do Distrito Federal para auxiliar na desinfecção de espaços públicos com elevado índice de circulação de pessoas, o Sanear-DF estará no...