20.2 C
Distrito Federal
sexta-feira, 3 abril, 2020

AS QUENTES DA POLÍTICA DO DF

Sete toneladas de massa asfaltica Na última quinta-feira (20), a cidade de Águas Claras passou por uma grande operação para limpeza e recuperação das vias....
More

    7 lições de empreendedorismo de Gustavo Caetano, fundador da Samba Tech

    Executivo compartilhou aprendizado acumulado em anos no RD Summit, que acontece nesta semana em Florianópolis Déborah Oliveira



    Uma das atrações do RD Summit, realizado nesta semana em Florianópolis, Gustavo Caetano relembrou o começo da sua carreira como empreendedor. Com uma família majoritariamente de médicos, uma carreira voltada para marketing incomodava os parentes, mas isso não o impediu de investir na profissão. A habilidade de comunicação, o ajudou no começo da vivência profissional, quando ele começou a vender joguinhos para celular para operadoras.

    Logo depois, ele entendeu, em uma movimentação visionária, que vídeo seria relevante no futuro não muito distante – algo que está sendo provado hoje – e decidiu investir na área ao fundar a Samba Tech, que atua na gestão de vídeos on-line. De lá para cá, Caetano acumulou diversos aprendizados ao vivenciar o duro mundo do empreendedorismo – lições essas compartilhadas com a audiência do evento.

    “Vivemos um cenário de alta competitividade, incertezas e um mercado cada vez mais dinâmico. As pessoas mudaram e os CEOs estão preocupados com a nova geração de empresas que surge como resposta a esse quadro”, contou, revelando que vivemos a era do Davi versus Golias, em que, pela primeira vez, os pequenos estão engolindo os grandes.

    Segundo ele, o mote dessa era é que as novas empresas resolvem os mesmos problemas dos negócios tradicionais, mas de outra forma: com mais agilidade e menos (ou nenhum) atrito na experiência do cliente. “Não conseguimos projetar futuros diferentes do mundo que vivemos hoje. Contudo, as empresas que acreditam que o mundo vai caminhar igual ao que é hoje vão desaparecer”, comentou.

    Ele lembrou que 90% das empresas da década de 1990 já não existem mais e que em 2016, as maiores companhias eram de energia e petróleo. Dez anos depois, as que mais valem são as de tecnologias, paranoicas por inovação. O que as organizações podem fazer, então, para não serem engolidas por essa nova realidade? Caetano compartilhou sete dicas de ouro. Confira:

    1. Foque em nichos promissores

    Quanto mais genérico seu negócio, menor a chance de sucesso. Veja o exemplo do Waze. Quando a empresa israelense surgiu, a TomTom detinha 90% do market share de GPS no mercado. Mas a TomTom não resolvia o problema de visibilidade do trânsito, algo que o Waze, sim, fazia. Resultado? O Waze hoje é unânime.

    2. Mire o cliente

    Como desenvolver negócios baseados no cliente? Essa parece ser a pergunta de US$ 1 milhão. A resposta, contudo, é mais simples do que parece: foque verdadeiramente no cliente. “Estamos saindo de uma era de vínculos estruturais, na qual o cliente é obrigado a ficar na empresa, para vínculos emocionais – esse é o perfil das novas companhias”, comentou o empreendedor.

    3. Aposte na estratégia de pinos de boliche

    A própria Samba Tech lança mão dessa estratégia, em busca de foco. “Vamos pensar em um pino de cada vez”, recomentou. No caso da Samba Tech, a estratégia foi apostar inicialmente em grupos de mídias. Depois, a empresa partiu para o setor de educação e, em seguida, franquias.

    4. Tenha um propósito para inovar

    Pode acreditar: nenhuma empresa sobrevive sem um propósito. Melhore a vida das pessoas, arrumando algo que está errado e você certamente terá sucesso, recomenda Caetano.

    5. Aposte no pensamento ‘dez’

    O pensamento dez, segundo ele, é aquele que busca melhorar o que existe na empresa, adicionando tecnologia ou processos, tornando-se dez vezes melhor, dez vezes mais rápida e dez vezes mais efetiva.

    6. Evite a síndrome do pequeno poder

    “Muitas vezes, o líder se fecha, vai para uma sala e não sabe o que está acontecendo na empresa. É preciso descer do pedestal e apostar em gente boa no time. Treine as pessoas para tomar decisões”, aconselhou.

    7. Falhe rápido

    A lógica das startups deve funcionar aqui. Mas depois de falhar rapidamente, arrume na mesma velocidade.

    *A jornalista viajou a Florianópolis a convite da Resultados Digitais

    Fonte: itforum365

    Latest Posts

    O que os advogados pensam e questionam a respeito da crise gerada pela pandemia do coronavírus. Veja a opinião do Dr Leandro Nardy

    O advogado Leandro Nardy, de Brasília, questiona: como os advogados, enquanto classe, poderiam ajudar os mais atingidos pela crise econômica gerada por essa pandemia?...

    Mais um homem é detido pela PMDF enquanto tentava assaltar loja

    A Polícia Militar deteve mais um homem que roubava estabelecimentos da rede Lojas Americanas. Por volta das 10h55 de hoje (3), motociclistas do 9º...

    GDF suspende pagamento de parcelas e reduz juros do Prospera

    A crise econômica causada pela pandemia do coronavírus exige bom senso e criatividade dos gestores públicos. Por isso, o Prospera, que é um crédito...

    Homem com diversas passagens e que provavelmente iria cometer roubos é preso armado no Park Way

    Policiais militares faziam patrulhamento no Setor de Indústrias Bernardo Sayão quando por volta de 19 horas de hoje (02), foram informados sobre o condutor...

    Últimas Notícias

    GDF compra mais R$ 13,4 milhões em produtos de limpeza

    O Governo do Distrito Federal está organizando uma licitação de R$ 13,4 milhões para aquisição de álcool gel, dispensador, sabonete líquido e luvas. Sob...

    BRB lança aplicativo para abertura de conta de pessoa jurídica

    O BRB atualizou o aplicativo BRB Conta, incluindo a opção para abertura de contas de clientes enquadrados na categoria de pessoa jurídica. Disponível na versão Android desde segunda-feira...

    As Quentes da Política do DF

    Twitter sem tolerância com a ignorância Nem o Twitter anda conseguindo seguir os comentários do Presidente Jair Bolsonaro quando o assunto é a COVID19. O...

    São Paulo tem 206 pessoas internadas com covid-19 em estado grave

    O secretário da Saúde de São Paulo, José Henrique Germann, disse hoje (30), em entrevista coletiva, que 206 pessoas estão internadas em unidades de...

    Saúde anuncia 200 leitos de retaguarda no Mané Garrincha

    O Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha terá 200 leitos de retaguarda para atender pacientes que venham a contrair o coronavírus no Distrito Federal....