O Ministério da Cultura (MinC) e a Agência Nacional de Cinema (Ancine) anunciaram o lançamento de duas chamadas públicas para setor audiovisual: uma para projetos de coprodução internacional de filmes e outra para investimento em longas-metragens com alto potencial de público. O valor total é de R$ 320 milhões.

A chamada pública Coprodução Internacional Cinema 2023 irá destinar R$ 120 milhões em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) para projetos de longa-metragem de ficção, animação e documentário, apresentados por produtoras brasileiras independentes em regime de coprodução internacional.

“É um investimento recorde. Isso vai fortalecer mais ainda o nosso cinema. É o país retomando as suas relações internacionais e a gente trabalhando para colocar o Brasil nas telas do mundo inteiro. Um grande presente para o nosso final de ano”, declarou a ministra da Cultura, Margareth Menezes.

Do valor total, R$ 60 milhões serão para projetos em que a produtora seja majoritária ou igualitária e mais R$ 60 milhões para projetos em que a empresa brasileira tenha participação minoritária.

A chamada pública tem como metas: promoção da integração das indústrias audiovisuais e incentivo à diversidade cultural entre os países coprodutores; atração de recursos internacionais e incremento do valor das produções; ampliação da participação dos filmes brasileiros em festivais internacionais; e ampliação da participação e da bilheteria das obras brasileiras no mercado de salas de exibição.
As inscrições serão abertas em 15 de janeiro e vão até 12 de abril.

Para acessar o edital clique aqui.

Já a chamada pública Produção Cinema: Desempenho Comercial de Distribuidoras 2023 visa o investimento em filmes com grande potencial de público.

A seleção será feita conforme o desempenho comercial das distribuidoras brasileiras independentes. O montante de R$ 200 milhões, proveniente do FSA, será destinado para a produção de obras cinematográficas de longa metragem (ficção, animação e documentário), realizadas por produtoras independentes.

Os objetivos da iniciativa são: fortalecimento das empresas do setor audiovisual brasileiro; estímulo à produção de longas-metragens com alto potencial de alcance de público; e ampliação da bilheteria do filme brasileiro nas salas de cinema.

O prazo de inscrições vai de 15 de janeiro a 16 de fevereiro.

Clique aqui para acessar o edital

(function() {
var po = document.createElement(‘script’);
po.async = true;
po.src = document.location.protocol + ‘//connect.facebook.net/pt_BR/all.js#xfbml=1’;
var head = document.getElementsByTagName(‘head’)[0];
head.appendChild(po);
}());

Fonte: Ministério da Cultura