nascentes de agua

 

Nascentes às margens da DF 190 pedem socorro. Nesse corredor, que se forma a bacia do Santo Antônio, estão sendo prejudicados animais como aves, peixes e répteis. O lambari está desaparecendo. Muitas famílias ainda se servem dessas águas, que outrora eram confiáveis. Em se tratando do Núcleo Rural Boa Esperança, um aglomerado de pequenos produtores deveriam ser fiscalizados e assistidos por órgãos do GDF, principalmente os de proteção ambiental. Sem alvará de construção e funcionamento, mudam o cadastro de produtor para comércio e serviços, dentro de uma zona considerada de produção. Evidenciamos os seguintes tópicos:

 

– Poluição química com a lavagem de piscinas em pedras usando brancol, e desaguando nas nascentes .

 

– Gado pisoteando o leito das nascentes sem o devido isolamento da Mata Ciliar.

 

– Construções de fossas para o atendimento de 100 a 200 pessoas diariamente a poucos metros da nascente, dentro da Mata Ciliar.

 

-Desmatamento da Mata Ciliar para o plantio de capim e eucalipto sem a devida avaliação de impacto ambiental.

 

– Matança de animais tais como onça, paca, capivara, gavião, seriema, lobo ,raposa e outros.

 

– O clima do DF está mudando para pior e a água potável está acabando. Será que não há nada a fazer?

 

– O Centro Educacional Boa Esperança teve as aulas canceladas por falta de água potável. O lençol freático está contaminado.

 

– Leito de Nascentes desviados criando poças de água, facilitando a proliferação do mosquito transmissor da dengue e da febre amarela, que são levados pelo vento para as cidades.

 

Apresentamos estas denúncias no anonimato, pois tememos sérias medidas de represálias.

 

 

MOVIMENTO ECOLÓGICO DF 190

 

 

 

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.