20.2 C
Distrito Federal
terça-feira, 26 maio, 2020

As Quentes da Política do DF

CLDF em crise Depois da votação desastrosa do PL do deputado Rodrigo Delmasso, que prevê a inclusão de ex-deputados e ex-comissionados no Plano de Saúde...
More
    - PUBLICIDADE -

    AGÊNCIA DE DEMOLIÇÕES DO GDF ATINGE 500 FAMÍLIAS EM PLANALTINA

    - PUBLICIDADE -



    AGEFIS DEMOLE QUIOSQUES

    A Agefis comemora mais uma demolição, desta vez atingindo 480 famílias em Planaltina. Mas quem deixou isso acontecer?

    Cadê a Administração Regional, que não viu todo este pessoal se instalando numa área irregular?

    Será que a Agefis tem coordenadores regionais de fiscalização?

    Se tiver, por que não punir o responsável pela área de Planaltina, que deixou as coisas correrem e agora obriga o governador Rodrigo Rollemberg a se desgastar com quase 500 famílias?

    Será que nenhuma autoridade compactuou com o crime de se invadir terra pública? Quem poderá ser responsabilizado por isso?

    O certo é que cerca de 480 construções erguidas dentro do Parque Ecológico e Vivencial Retirinho, em Planaltina, serão retirados até o fim desta semana, durante ação do chamado Comitê de Combate ao Uso Irregular do Solo.

    Ontem (10), primeiro dia da operação, foram removidas 97 edificações de madeira, cinco de alvenaria, 1,6 mil metros de cerca e aterradas seis fossas. Os trabalhos continuam.

    O parque foi criado em 1999, pela Lei nº 2.355, de 26 de abril de 1999, e ocupa 624 hectares na Fazenda Mestre D’Armas, à margem do Córrego Atoleiro.

    A área ecológica tem sido invadida por chacareiros e usada como depósito de lixo e restos de construção, sem que a Agefis se antecipe e evite esses prejuízos.

    O Comitê de Combate ao Uso Irregular do Solo teria como função desenvolver ações de prevenção e controle de construções irregulares nas áreas urbanas e nas de proteção ambiental de Brasília.

    Na prática, este Comitê não previne nada. De vez em quando faz ações midiáticas, dramáticas, derrubando verdadeiras cidades que cresceram à margem da lei.

    O Comitê tem a participação de 18 órgãos do governo de Brasília, e é coordenado pela Subsecretaria de Ordem Pública e Social.

    A Agência de Fiscalização gerencia a parte operacional do Comitê, mas na prática está virando uma A-Demo, Agência de Demolições.

    Fonte:Blog do Riella

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    Aplicativos criados por alunos da UFF facilitam integração na pandemia

    Alunos de diferentes cursos de graduação da Universidade Federal Fluminense (UFF) criaram o aplicativo EPI Solidário, para smartphones, que já está disponível nas lojas...

    Ao receber denúncia sobre violência doméstica, policiais militares encontram homem foragido da Justiça

    Na tarde desta segunda-feira (25), policiais militares localizaram um foragido da Justiça, na AR 19, em Sobradinho II, após receberem denúncia de violência doméstica. Uma...

    Em Ceilândia, PMDF detém homens com quase 40 porções de maconha

    Dois homens foram detidos por tráfico de drogas na noite de ontem (25), no Setor Habitacional Sol Nascente, em Ceilândia. Um deles estava foragido...

    Após denúncia de populares, homem é detido por portar arma e drogas

    Por volta das 19h30 de ontem (25), em Samambaia, policiais militares apreenderam uma arma de fogo municiada, entorpecentes e R$ 1.500 em dinheiro. Policiais do...

    NOTA DO GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

    O governador Ibaneis Rocha está sendo submetido a cirurgia no aparelho digestivo no Hospital DF Star. Ele deu entrada às 14h30min, com quadro de...