20.2 C
Distrito Federal
terça-feira, 2 junho, 2020

As Quentes da Política do DF

Inquéritos das Fake News Oito deputados ligados ao presidente Bolsonaro são alvo da operação da Polícia Federal que investiga Fake News na internet contra os...
More
    - PUBLICIDADE -

    Cliente do Nubank terá nova opção de aplicação

    - PUBLICIDADE -



    Apartir de hoje, a startup de serviços financeiros Nubank vai oferecer uma nova opção de aplicação aos seus clientes: investimentos em Recibos de Depósito Bancário (RDB), que possuem rendimentos parecidos com o tradicional Certificado de Depósito Bancário (CDB) e cobertura do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) em até R$ 250 mil.

    O RDB é também o primeiro produto oferecido pela NuFinanceira, criada pela startup após receber aval do Banco Central para se tornar uma instituição financeira, no fim de 2018. Por enquanto, a novidade estará disponível para uma fração dos 4,8 milhões de usuários da conta bancária da startup, a chamada NuConta. Segundo a empresa, o RDB chegará a todos os clientes em duas semanas.

    A opção é a segunda oferta de investimentos do Nubank – desde 2017, a startup aplica automaticamente os depósitos dos usuários da NuConta em dois tipos de títulos públicos federais, atrelados à Selic e à Taxa Referencial. Como diferencial, a aplicação tinha liquidez diária, mas não contava com proteção do FGC. A partir de agora, o usuário poderá escolher em qual das duas opções deixará sua aplicação automática.

    Para o consultor financeiro André Massaro, o RDB é uma boa opção para investidores que miram em baixo risco. “A diferença dos dois é que o RDB não possui liquidez nem permite transferência do papel”, diz. “Assim, é necessário esperar um tempo para sacar os valores investidos nessa aplicação.”

    Questionado sobre o tema, o Nubank afirma que vai permitir liquidez diária para o RDB – os valores poderão ser utilizados via transferência bancária, pagamento de boleto ou até mesmo o cartão de débito via Banco 24 Horas. A garantia da liquidez, segundo a instituição, virá de seu próprio caixa, que será responsável pelos pagamentos.

    As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    UTI do HRC passa por reformas e terá mais leitos

    Um dos hospitais mais antigos e construído na região administrativa mais populosa do Distrito Federal, o Hospital Regional de Ceilândia (HRC) passa por melhorias...

    Casos de covid-19 lotam UTIs em Guarulhos

    Os leitos municipais das unidades de tratamento intensivo (UTIs) de Guarulhos, na Grande São Paulo, estão completamente ocupados devido à pandemia de covid-19. Segundo...

    PF vai investigar vazamento de dados de Bolsonaro e outras autoridades

    O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, informou hoje (2) que a Polícia Federal vai investigar o vazamento de informações pessoais do...

    GDF lança plataforma on-line que informa e orienta população sobre coronavírus

    O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal está lançando uma ferramenta com o objetivo de prestar informações e orientações sobre o...

    Leilões de bens apreendidos arrecadam mais de R$ 10 milhões

    O Ministério da Justiça e Segurança Pública já contabiliza mais de R$ 10 milhões em recursos arrecadados por meio de leilões de bens apreendidos...