deputada-celina-lec3a3o1

A   Câmara Legislativa do Distrito Federal aprovou, na última terça-feira (16), o Projeto de Lei 1464/2013, de autoria da deputada Celina Leão (PDT), que prevê regras para divulgação, orientação e tratamento da patologia Síndrome de Diógenes, conhecida como acumulação compulsiva de objetos, ou animais.

 “A iniciativa de apresentar o projeto, veio depois de um programa da apresentadora Ana Maria Braga, que mostrou o drama  de pessoas que tem a síndrome. Elas chegam ao limite de lotar a casa de lixo e não conseguem jogar nada fora. A reportagem abordou o sofrimento dos acumuladores compulsivos e de suas famílias, que por vezes desconhecem que o problema consiste numa patologia, que pode ser tratada”,explica a deputada.

Segundo especialistas, a  síndrome é caracterizada por extremo negligenciamento, tendências reclusivas e acumulação compulsiva, algumas vezes de animais. A doença normalmente afeta idosos que vivem sozinhos, caracterizando-se pelo total abandono pessoal e social, e pelo isolamento voluntario em seu próprio lar. Apesar de ser predominantemente descrita na terceira idade, pode ocorrer entre adultos jovens, também. O comportamento diminui a mobilidade e interfere nas atividades básicas, como cozinhar, limpar, tomar banho e dormir.

De acordo com o projeto,  as unidades de saúde públicas e privadas deverão prestar orientações aos pacientes, seus familiares e à sociedade sobre a síndrome de Diógenes, bem como oferecer tratamento específico  por profissionais habilitados. Além de buscar a identificação e o cadastro dos portadores da patologia, para oferecer o tratamento. O PL, também prevê a divulgação de material publicitário com informações sobre a síndrome e seus possíveis tratamentos.

Fonte: Assessoria

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.