Um forte terremoto —de magnitude 8, segundo o Sérviço Geológico dos Estados Unidos e 7,5, segundo o instituto geofísico peruano— sacodiu o Peru e os países vizinhos na madrugada deste domingo. O tremor também foi sentido no Acre e no Amazonas, no Brasil. Até o momento, há ao menos 12 feridos e ainda poucas informações sobre o alcance dos danos. Um boletim preliminar do Serviço Geológico Colombiano indica que o abalo ocorreu às 2h40 (4h40 em Brasília) e teve como epicentro um ponto da localidade de Lagunas (12.000 habitantes), no centro do Peru. O movimento também foi sentido em Lima, situada cerca de 700 quilômetros ao sul do epicentro, com uma intensidade moderada, mas de longa duração: ao redor de um minuto.

O sismo se originou a uma profundidade de 141 quilômetros sob a superfície terrestre. Os tremores ocorridos na Amazônia, que ocupa quase 60% do território do Peru, costumam se originar a uma grande profundidade. Isso reduz o poder de destruição mas amplia a onda sísmica, que às vezes pode ser percebida a milhares de quilômetros.

O terremoto foi sentido em Bogotá e em outras regiões da Colômbia, desencadeando sirenes de emergência. Centenas de pessoas foram evacuadas, sobretudo de edifícios altos da capital, além de Cali, Manizales e Popayán. As ondas também foram registradas no Equador.

Terremoto sacode Peru e países vizinhos e é sentido em Manaus

O presidente equatoriano, Lenin Moreno, que se encontra em Lima para uma reunião da Comunidade Andina neste domingo, afirmou pelo Twitter que acompanha a repercussão do terremoto. “Estou atento às informações sobre o forte sismo registrado nesta madrugada. O vice-presidente @ottosonnenh já se comunicou com o governador [da província] de Zamora Chinchipe. Houve cortes de energia em Yanzaza. Compatriotas, é importante se informar pelos canais oficiais”, disse Moreno na rede social. Segundo a agência EFE, o tremor também foi notado na Venezuela.

O Peru está situado na zona conhecida como Cinturão de Fogo do Pacífico, onde ocorre 85% da atividade sísmica mundial.

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.