20.2 C
Distrito Federal
sábado, 4 abril, 2020

AS QUENTES DA POLÍTICA DO DF

Sete toneladas de massa asfaltica Na última quinta-feira (20), a cidade de Águas Claras passou por uma grande operação para limpeza e recuperação das vias....
More

    Hong Kong tem mais uma noite de caos, violência e provocações ao governo

    Manifestantes voltaram às ruas, agora para protestar contra a proibição de máscaras nos atos políticos.



    Hong Kong acordou semiparalisada neste sábado (5), sem serviço de metrô e com dezenas de lojas fechadas, após uma noite de intensos protestos e confrontos entre manifestantes pró-democracia e a polícia.

    A violência das ações populares foi condenada pela chefe executiva, Carrie Lam, que disse que a população está assustada.

    Atos com máscaras

    Essas novas manifestações são a resposta da população à proibição do uso de máscaras decretadas na sexta-feira (4) pelo governo, com base em uma lei antiga, que data de 1922 e não era usada há 50 anos.

    Neste sábado (5), centenas de manifestantes voltaram novamente nas ruas de Hong Kong, com o rosto coberto e mais uma vez contestando a proibição do governo.

    Após o ataqie a dezenas de estações de metrô, a operadora pública MTR anunciou que o tráfego estava suspenso em toda a rede, que transporta quatro milhões de passageiros diariamente.

    Alguns shopping centers e supermercados permaneceram fechados, assim como muitos bancos chineses cujas fachadas foram cobertas com pichações.

    Nas últimas horas, um policial atirou quando seu veículo foi cercado pela multidão e um coquetel molotov explodiu nas proximidades, disseram testemunhas.

    A polícia argumentou que o agente agiu em legítima defesa.

    Um adolescente de 14 anos também ficou ferido a bala, informou o South China Morning Post citando fontes médicas.

    Primeiro passo

    Hosun Lee, que se manifestou no distrito comercial de Causeway Bay, afirmou que protestou contra a proibição do uso de máscaras porque isso “é apenas um primeiro passo para o fim”, se referindo à teórica autonomia garantida em Hong Kong sob o princípio de “Um país, dois sistemas”.

    Em alguns bairros, as pessoas estavam na fila para fazer estoques de alimentos em antecipação a futuros confrontos.

    A polícia enviou mensagens pedindo à população que evitasse sair às ruas em previsão de protestos nos próximos três dias, já que segunda-feira é feriado em Hong Kong.

    Enquanto muitos moradores dizem estar chocados com os atos de vandalismo, incomuns nesta mega-cidade geralmente tranquila, muitos manifestantes pró-democracia declararam simpatia por aqueles que recorrem à violência.

    “O governo não está nos ouvindo, por isso estamos fortalecendo nossos protestos”, declarou, por sua vez, Nathalie, uma manifestante de 32 anos.

    O ato também teve uma grande marcha em que as pessoas se deram as mãos, e, em um shopping-center, um manifesto que pede mais democracia foi lido.

    Preocupação da ONU

    A Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michele Bachelet, se disse “preocupada com os altos níveis de violência em algumas manifestações”.

    “Eu condeno a violência seja do lado que for… O direito à reunião pacífica deve ser respeitado sem restrições, mas, por outro lado, não podemos aceitar que haja pessoas mascaradas gerando violência”, disse ela a repórteres da Malásia.

    A região britânica e agora se mi-autônoma está passando pela pior crise política desde junho, quando foi devolvida à China em 1997.

    Em 9 de junho, mais de um milhão de pessoas, segundo os organizadores, foram às ruas de Hong Kong para protestar contra um projeto de lei do governo local que autorizaria as extradições à China continental.

    O executivo de Hong Kong voltou atrás em sua decisão, mas os manifestantes prosseguiram com os protestos, que se tornaram cada vez mais violentos.

    –:–/–:–

    Manifestantes desafiam a proibição de máscaras em Hong Kong

    Manifestantes desafiam a proibição de máscaras em Hong Kong

    “As ações brutais dos manifestantes fizeram Hong Kong viver uma noite escura e acordar semiparalisada neste sábado (5)”, disse Lam em uma mensagem de vídeo.

    “Todo mundo está preocupado e até assustado”, acrescentou Lam.

    Latest Posts

    Empresa chinesa cancela venda de 600 respiradores contratados para a Bahia e o Ceará; carga fica retida em Miami

    A compra de 600 respiradores artificiais pelo Consórcio Nordeste, grupo que reúne os nove governadores da região Nordeste do país, foi cancelada pela empresa chinesa...

    O que os advogados pensam e questionam a respeito da crise gerada pela pandemia do coronavírus. Veja a opinião do Dr Leandro Nardy

    O advogado Leandro Nardy, de Brasília, questiona: como os advogados, enquanto classe, poderiam ajudar os mais atingidos pela crise econômica gerada por essa pandemia?...

    Mais um homem é detido pela PMDF enquanto tentava assaltar loja

    A Polícia Militar deteve mais um homem que roubava estabelecimentos da rede Lojas Americanas. Por volta das 10h55 de hoje (3), motociclistas do 9º...

    GDF suspende pagamento de parcelas e reduz juros do Prospera

    A crise econômica causada pela pandemia do coronavírus exige bom senso e criatividade dos gestores públicos. Por isso, o Prospera, que é um crédito...

    Últimas Notícias

    Força Nacional vai atuar na prevenção e combate ao novo coronavírus

    Equipes da Força Nacional de Segurança Pública vão participar das ações de prevenção e combate à pandemia do novo coronavírus (covid-19) em todo o...

    GDF compra mais R$ 13,4 milhões em produtos de limpeza

    O Governo do Distrito Federal está organizando uma licitação de R$ 13,4 milhões para aquisição de álcool gel, dispensador, sabonete líquido e luvas. Sob...

    BRB lança aplicativo para abertura de conta de pessoa jurídica

    O BRB atualizou o aplicativo BRB Conta, incluindo a opção para abertura de contas de clientes enquadrados na categoria de pessoa jurídica. Disponível na versão Android desde segunda-feira...

    As Quentes da Política do DF

    Twitter sem tolerância com a ignorância Nem o Twitter anda conseguindo seguir os comentários do Presidente Jair Bolsonaro quando o assunto é a COVID19. O...

    São Paulo tem 206 pessoas internadas com covid-19 em estado grave

    O secretário da Saúde de São Paulo, José Henrique Germann, disse hoje (30), em entrevista coletiva, que 206 pessoas estão internadas em unidades de...