14.4 C
Distrito Federal
02/07/2020 - 10:14 AM

As quentes da política do DF

Ibaneis recebe voto de louvor no Piauí A Assembleia Legislativa do Estado do Piauí aprovou voto de louvor a Ibaneis Rocha pela postura adotada pelo...
More

    GDF testa nova tecnologia no combate à Covid-19


    Tecnologia de ponta no combate contra o novo coronavírus. Quem passar pela rodoviária do Plano Piloto nos próximos dias irá se deparar com duas câmeras fototérmicas, de alta definição, fabricadas na China e que estão sendo testadas para medir a temperatura da população. E não apenas isso. O equipamento robusto, mas de operação simples e eficiente, irá captar também quem estiver usando máscara ou não, ou utilizando o acessório de maneira errada. Trata-se de uma operação piloto do GDF que pretende adquirir os aparelhos, caso eles atendam às exigências de prevenção contra a doença.

    “Algumas pessoas do GDF tiveram oportunidade de ver o aparelho, achamos interessante e a empresa fabricante propôs fazer um teste durante uns 30 dias na rodoviária, sem custo para o governo”, explicou o secretário de Cidades, Fernando Leite. “Está aí para gente acompanhar e verificar se realmente atende as nossas exigências, vamos testar a precisão e ouvir especialistas da área de saúde”, observou o gestor.

    Setores da área privada como alguns shoppings da cidade já aderiram a nova tecnologia. Na rodoviária do Plano Piloto, essa operação em fase de teste funciona desde semana passada. Funcionário da área de TI de um hotel do Plano Piloto, Marco Aurélio Almeida ficou curioso com a engenhoca. “Muito intrigante, vou sugerir para a direção do hotel, acho que pode ser um aliado na luta contra o vírus”, comentou o profissional da área de tecnologia. “Pelo menos passa sensação de segurança para as pessoas”, defendeu.

    Eficiência

    As câmeras apesar de móveis, estão instaladas na entrada do metrô, em função do grande fluxo de passageiros. Os aparelhos têm capacidade de registar o movimento de 35 pessoas simultaneamente, por segundo, ou seja, 1800 por minuto, além de traçar o perfil do comportamento de cada um.

    Além de medir a temperatura as câmeras detectam a presença e o uso, correto ou não, das máscaras. Fotos: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília

    Os alertas são parecidos com as sinalizações de um semáforo de trânsito. Se a pessoa não estiver com febre e usando a máscara corretamente, sua passagem será registrada com uma luz verde. Se ela estiver sem máscara ou usando a peça de maneira errada, uma luz laranja será acionada. Por fim, se o passante apresentar temperatura acima de 37,3 graus, uma luz vermelhar acenderá. A mensagem captada pelas lentes é direcionada para um computador, que joga as informações para um telão. A partir daí o operador do equipamento poderá acionar um agente de segurança, que abordará a pessoa detectada.

    “Claro que essas informações são configuradas de acordo com a exigência da situação, são importantes para ajudar o governo, por exemplo, no controle dos índices da doença”, atesta o operador da máquina, Márcio Gomes.  “Não tem lugar melhor para fazer o teste desse equipamento do que o metrô ou a rodoviária, porque o fluxo de gente é muito grande”, observa o profissional.

    “Qualquer ajuda que vier na luta contra essa doença é válida”, agradeceu Millena Lima, funcionária de uma loja de equipamentos de celulares. “O movimento aqui aumentou absurdamente com a abertura dos shoppings”, alegou.

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    MEC define protocolo de segurança para volta às aulas

    O Ministério da Educação (MEC) definiu um protocolo de biossegurança para a retomada gradual das aulas nas instituições do sistema federal de ensino, como...

    Depois de dois meses em queda, produção industrial cresce 7% em maio

    A produção industrial brasileira avançou 7% na passagem de abril para maio deste ano, segundo dados da Pesquisa Industrial Mensal (PIM), do Instituto Brasileiro...

    Pesquisa coordenada pela UnB vai desenvolver teste rápido e barato para covid-19

    A testagem eficiente de portadores de vírus sempre foi um desafio para o controle e tratamento de pacientes contaminados. Entre os fatores que dificultam o...

    Ministério Público do DF deflagra Operação Falso Negativo

    O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e a Justiça Criminal de Brasília deflagraram hoje (2) a Operação Falso Negativo, com o objetivo de...

    Mulheres são maioria no Cadastro Único do Distrito Federal

    Das 166.872 famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais no DF, 136.448 têm uma mulher como responsável. Dentro da política de assistência social...