A estreia da Seleção Brasileira na Copa do Mundo da França de futebol feminino foi com o pé direito dentro do campo e teve reforço na torcida fora dele. Cerca de 300 pessoas lotaram o Bar da Dalva, estabelecimento no Bairro Funcionários, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, para acompanhar o show de Cristiane e companhia contra o time da Jamaica. A partida terminou com a vitória do Brasil por 3 a 0.

A mobilização da torcida em pleno domingo de manhã chamou a atenção de quem passava pela esquina das avenidas Afonso Pena e Getúlio Vargas, ao ouvir as comemorações efusivas nos três gols da atacante Cristiane. A reunião lembrou a presença da torcida em dias de jogos pelas Copas do Mundo masculinas, marcadas pela mobilização em massa.

Para a contadora Angélica Cândido, 25 anos, o movimento foi muito bacana e ela espera que a torcida aumente a cada dia, dando mais e mais forças para o futebol feminino. “Eu estava no Mineirão no jogo entre Brasil e Austrália, que foi maravilhoso, em que a Bárbara defendeu muito e sou apaixonada por futebol. A mobilização está ótima, mas acho que precisamos de ainda mais. Precisamos parar a rua, fortalecer as meninas sempre”, diz ela.

<i>(Foto: Jair Amaral/EM/D.A PRESS)</i>

A principal responsável pela reunião de cerca de 300 pessoas no Bar da Dalva é a empresária Ludymilla Rodrigues, de 31 anos. Ela conta que um grupo de mulheres de Curitiba (PR), que tem um projeto de empoderamento feminino resolveu lançar a ideia de mobilizar a torcida para a fez contato com mulheres para serem embaixadoras nas capitais.

fez contato com mulheres para serem embaixadoras nas capitais.

Em BH, coube a Ludymilla essa tarefa. “Eu fui mobilizando através de WhatsApp, o máximo das peladas de BH, amigos, amigo de amigo, o bar ajudou também, foi mais no boca a boca do futebol. Eu esperava que a mulherada viesse mesmo. Lotou, está faltando cadeira e eu acho ótimo isso, porque na copa dos meninos se você não chegar cedo você também não consegue e aqui também vai ter que ser assim”, brinca ela.

Copa do Mundo feminina e

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.