Vencedora do ‘Big Brother Brasil 19’, da Globo, Paula Von Sperling foi intimada para prestar esclarecimentos na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) na próxima semana. A mineira, que ganhou R$ 1,5 milhão, é investigada pelo crime de injúria por preconceito baseada em intolerância religiosa dentro do reality show.

De acordo com informações do site ‘UOL’, a assessoria da Polícia Civil do Rio de Janeiro afirmou que Paula deverá comparecer ao órgão na quarta-feira (17), para prestar seu depoimento.

Tudo começou durante uma conversa em 6 de fevereiro, dentro do reality show, quando Paula fez uma série de comentários que foram considerados por alguns participantes, telespectadores e internautas como racistas. Para Diego e Hariany, a sister afirmou ter medo de Rodrigo por ele ter contato “com esse negócio de Oxum” e disse: “Nosso Deus é mais forte”.

Segundo o delegado que está a frente do caso, se a jovem for considerada culpada, ela pode pegar até três anos de pena. A advogada Mônica von Sperling, irmã de Paula, disse que a família está preparada para qualquer denúncia de Rodrigo. Até agora, Paula não comentou sobre o caso.

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.