26.5 C
Distrito Federal
13/08/2020 - 15:08 PM

As Quentes da Política do DF

Fogo no cabaré: Hermeto protagoniza baixaria em plenário O que teve início como um comunicado aos policiais militares a respeito da impossibilidade de redução do...
More
    - PUBLICIDADE -

    Ministério aumenta projeção de superávit comercial para US$ 55,4 bi


    O desempenho das vendas de produtos agropecuários, principalmente para a Ásia, fez o Ministério da Economia elevar de US$ 46,6 bilhões para US$ 55,4 bilhões a projeção de superávit da balança comercial (exportações menos importações) em 2020. A revisão, que sai a cada três meses, foi divulgada hoje (1º) pela Secretaria de Comércio Exterior da pasta.

    Em relação à estimativa anterior, divulgada em abril, a projeção para as exportações em 2020 saltou de US$ 119,8 bilhões para US$ 202,5 bilhões. Afetada pela alta do dólar e pela contração da economia, a previsão para as importações caminhou no sentido oposto, caindo de US$ 153,2 bilhões para US$ 147,1 bilhões.

    A projeção para a corrente de comércio – soma das exportações e importações – caiu de US$ 353 bilhões, em abril, para US$ 349,6 bilhões em julho.

    Segundo o secretário de Comércio Exterior, Lucas Ferraz, o desempenho relativo das vendas de produtos agropecuários mostra a “resiliência” das exportações brasileiras em meio à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. De janeiro a junho, as vendas desse tipo de produto aumentaram 23,8% pelo critério da média diária em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto as exportações totais caíram 6,4% na mesma comparação.

    O secretário ressaltou que o aumento do volume exportado ajudou a compensar a queda de preços. No primeiro semestre, os preços médios caíram 12%, mas o volume embarcado subiu 14%. Para Ferraz, o desempenho das exportações dá algum conforto para as contas externas do país em meio à crise internacional, e a próxima revisão das projeções para a balança comercial, daqui a três meses, deverá refletir o início da recuperação da economia brasileira.

    Em relação aos produtos industrializados, o prognóstico não é otimista. Na avaliação de Ferraz, a crise provocada pela pandemia agrava o desaquecimento do comércio internacional observado nos últimos anos e atinge principalmente os bens de maior valor agregado, como manufaturados. “Nosso resultado [da balança comercial] tem sido abalado por isso”, afirmou.

    Pressão ambiental

    Apesar das pressões da comunidade internacional pelo comprometimento do país na defesa do meio ambiente, o secretário de Comércio Exterior disse não ter visto, até agora, prejuízos às exportações brasileiras. “O que observamos são produtos performando muito bem”, declarou. Em relação à ameaça de veto de alguns países europeus em relação ao acordo Mercosul–União Europeia, ele disse considerar normal que setores mais sensíveis se sintam pressionados pelo potencial agrícola do Mercosul.

    O secretário destacou que a agenda de abertura comercial continua, apesar da pandemia. Ele citou o acordo de livre-comércio de veículos pesados com o México, fechado na semana passada, e a continuação das negociações com o Canadá, a Coreia do Sul e Cingapura.

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    Auxílio emergencial injetou R$ 151 bilhões no comércio paulista

    O auxílio emergencial deve reduzir os prejuízos do comércio, segundo pesquisa da Federação do Comércio de São Paulo (Fecomércio-SP). A estimativa da entidade é...

    Abate de suínos cresce no 2º trimestre e chega a 12 milhões

    A produção pecuária do Brasil recuou no abate de bovinos e frangos entre abril e junho deste ano. O abate de suínos foi o...

    Lucro líquido da Eletrobras chega a R$ 4,6 bilhões no trimestre

    O lucro líquido da Eletrobras foi R$ 4,6 bilhões no segundo trimestre deste ano e o Ebitda, sigla para lucros antes de juros, impostos,...
    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    Saúde monitora Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica no DF

    Exames laboratoriais de casos estudados indicam infecção atual ou recente por covid-19 ou vínculo epidemiológico com doença | Foto: DivulgaçãoA Diretoria de Vigilância Epidemiológica...

    SP: pesquisa aponta que 10,9% da população da capital teve covid-19

    A prevalência de infectados pela covid-19 na cidade de São Paulo chegou a 10,9% da população, ou seja, 1,3 milhão de residentes na capital...

    Tamanduá-mirim e cachorro-do-mato são resgatados em Brazlândia

    Dois animais silvestres foram resgatados pela central de operações do Batalhão de Polícia Militar Ambiental, nesta quarta-feira (12), em Brazlândia. O primeiro resgate foi de...

    Estoques de hidroxicloquina no país estão zerados, diz Pazuello

    O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta quinta-feira (13) que os estoques de hidroxicloroquina para auxílio no tratamento da covid-19 estão zerados...

    Revitalização e geração de emprego

    Para Mateus Oliveira, o histórico dos procedimentos de aprovação de projetos no DF “era muito ruim, com grande morosidade e complexidade” | Foto: Acácio...