20.2 C
Distrito Federal
sábado, 30 maio, 2020

As Quentes da Política do DF

Inquéritos das Fake News Oito deputados ligados ao presidente Bolsonaro são alvo da operação da Polícia Federal que investiga Fake News na internet contra os...
More

    Novas adesões ao Emprega DF prometem gerar mais 17 mil empregos em quatro anos

    - PUBLICIDADE -


    O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ruy Coutinho, assinou, nesta quinta-feira (21), contrato de adesão de três empresa ao Programa Emprega DF que prevê a geração de 17 mil empregos diretos e indiretos em quatro anos, em troca do desconto de até 67% no pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no mesmo período.

    A nova adesão ao programa foi formalizada pelo grupo Fujioka Eletrônicos. A empresa ganhou desconto de 67% no ICMS nas operações de atacado e 83% no ICMS no comércio eletrônico. A companhia se comprometeu a gerar 1.964 empregos diretos, além de outros 5,8 mil indiretos até 2023. A empresa também projeta arrecadar R$ 56,8 milhões em tributos cobrados pelo GDF e investir R$ 153 milhões em quatro anos.

    As empresas Ball Beverage e Autotrac também aderiram ao Emprega DF. Os dois grupos empresariais já eram beneficiários do Programa de Financiamento Industrial para o Desenvolvimento Econômico Sustentável (Ideas) e migraram para o novo benefício com as mesmas exigências de geração de emprego. Juntas, vão gerar 9.400 empregos diretos e indiretos – 1.108 pela Ball Beverage e outros 8292 pela Autotrac.

    “O programa Emprega DF é uma importante ferramenta do Governo do Distrito Federal para recuperar a economia nesse momento de crise gerada pelo covid-19”, disse o Assessor Especial da SDE, Júlio Breves. Criado no ano passado, o Emprega DF já contemplou sete empresas.

    A expectativa do governo do DF com o programa é que as empresas beneficiadas com o desconto no ICMS possam investir no seu negócio, aumentando a produção e adquirindo novas máquinas e novas tecnologias. “O desconto máximo é de 67%, porém pode ser ampliado se a empresa for declarada de relevante interesse para a economia do DF”, afirma Júlio Breves.

    Desde que foi criado, em maio do ano passado, o programa já teve a adesão de outras quatro empresas: Supermercados Comper, a SKS Industria de ferragens para a construção civil, e os grupos Mafra e Novo Mundo. As companhias se comprometeram a gerar 2,4 mil empregos diretos e indiretos até 2022 em troca do desconto de até 67% no ICMS. Até agora, as adesões de empresas ao programa Emprega DF já prevê a criação de quase 20 mil empregos em quatro anos. O programa é operado em parceria com a secretaria de Economia.

    * Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Economico

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    Militares prendem homem que transportava ilegalmente arma de fogo

    Um homem de 26 anos foi preso na DF 290, na noite da sexta-feira (29), por porte ilegal de arma de fogo. Ele estava...

    País abriu 846,9 mil empresas no primeiro trimestre

    O país vinha abrindo mais empresas antes da pandemia do novo coronavírus, revela levantamento divulgado pelo Ministério da Economia. De janeiro a março, 846.957...

    Petrobras vai apoiar projetos de animação para crianças de até 6 anos

    A Petrobras abre, no final de junho, inscrições para a segunda etapa do projeto Petrobras Cultural para Crianças, com foco no audiovisual, no segmento de animação. Essa...

    Crises de cefaleia podem ser agravadas na quarentena, alerta médica

    A cefaleia é considerada a segunda condição médica mais comum da humanidade e atinge, aproximadamente, 15% da população brasileira, ou seja, cerca de 30 milhões de...

    Medidas adotadas pelo GDF evitaram 7,1 mil óbitos por Covid-19

    Desde o início do mês de março, quando o Governo do Distrito Federal iniciou as medidas preventivas para evitar a proliferação das infecções pelo...