20.2 C
Distrito Federal
quinta-feira, 4 junho, 2020

As quentes da política do DF

Robério volta a inovar em participações na CLDF Quando a gente pensa que já viu de tudo, o deputado Robério Negreiros se supera e mostra...
More
    - PUBLICIDADE -

    Criado Comitê de Monitoramento à Saúde dos Servidores

    - PUBLICIDADE -


    Com foco em uma categoria que, pela atuação na linha de frente de combate ao coronavírus, se encontra exposta a riscos, a Secretaria de Saúde (SES) lançou o Comitê de Monitoramento à Saúde dos Servidores no Enfrentamento da Covid-19. A instituição do grupo de trabalho foi publicada na edição de sexta-feira (22) do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). O objetivo é normatizar, monitorar e direcionar a implementação de estratégias que visem à integração de ações de prevenção, atenção e vigilância à saúde desses profissionais.

    “A ideia é oferecer um suporte, um apoio às regiões de saúde, às unidades de referência distrital”, resume a subsecretária de Gestão de Pessoas da SES, Silene Almeida. “Precisamos cuidar dos nossos servidores que estão na linha de frente, porque eles são essenciais nesse momento de pandemia.”

    A testagem massiva dos servidores, informa a subsecretária, tem possibilitado identificar os casos positivos de Covid-19, proporcionando condições de proteger o profissional e cuidar dele na fase inicial da doença, para evitar que o vírus seja transmitido aos outros colegas, já que a grande maioria é assintomática.

    Segundo Silene, o comitê vai integrar o Núcleo de Medicina do Trabalho (NMT) local, que monitora a saúde ocupacional do trabalhador, com controle de infecção hospitalar, e a Gerência de Enfermagem – área a concentrar os profissionais que mais se contaminam. “Precisamos integrar os serviços para ter resultados melhores”, ressalta.

    Atribuições do comitê

    • Elaborar o plano de trabalho em nível central com as orientações e diretrizes a serem desenvolvidas nos níveis locais.
    • Acompanhar a execução das atividades e metas previstas no plano de trabalho.
    • Monitorar a existência e disponibilidade de equipamentos de proteção individual (EPIs) na rede.
    • Coordenar as ações de apoio científico e de desenvolvimento estratégico voltadas à capacitação dos servidores para contenção da disseminação da Covid-19 entre os profissionais de saúde.
    • Apresentar semanalmente ao Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE Covid-19) o consolidado dos relatórios enviados pelos comitês locais.
    • Monitorar o quantitativo de profissionais acometidos pela Covid-1.
    • Fomentar a criação dos comitês locais e realizar visitas in loco às unidades de saúde da rede.

    * Com informações da SES 

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    Caixa libera saque da 2ª parcela de auxílio para nascidos em maio

    A Caixa Econômica Federal libera hoje (4) as transferências e os saques da segunda parcela do auxílio emergencial para de beneficiários nascidos em maio. A...

    Baixada Santista: prefeitos pretendem flexibilizar quarentena

    Reunidos no Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista (Condesb), os prefeitos das nove cidades que compõe a região decidiram começar a...

    Despesas com juros do cheque especial podem cair R$ 7,2 bi em 12 meses

    As despesas com juros do cheque especial podem ser reduzidas em R$ 7,2 bilhões, em 12 meses, em razão de mudanças na modalidade de...

    Turma da Escs produz mídias educativas sobre a dengue

    O projeto conta com oito estudantes de Enfermagem, que são os protagonistas das atividades, na construção e divulgação da iniciativa. Foto: Breno Esaki/Secretaria de...

    Estações de trem do Rio sofrem 47 furtos de álcool em gel em um mês

    As estações de trem do Rio de Janeiro registraram 47 casos de furto de equipamentos usados para disponibilizar álcool em gel 70% para os passageiros. Os...