16.6 C
Distrito Federal
06/08/2020 - 09:31 AM

As Quentes da Política do DF

Ex-secretário de transporte condenado Quem se lembra da fraude da licitação de transporte públicos no governo Agnelo? Pois é, o ex-secretário José Valter e o...
More

    Controladoria identifica novas irregularidades no Renda Emergencial do DF


    A Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF), em parceria com a Controladoria-Geral da União (CGU), realizou novos cruzamentos de dados para apurar possíveis recebimentos indevidos do benefício Renda Emergencial, instituído pela Lei Distrital Nº 6.573/2020.

    O benefício de R$ 408 concedido pelo GDF é destinado aos cidadãos que, dentre outros critérios, não são contemplados no auxílio emergencial de R$ 600 disponibilizado pelo Governo Federal, além de não serem beneficiários dos programas Bolsa Família ou receberem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

    De acordo com a nova análise realizada, foi possível identificar que dos 5.551 cidadãos que receberam a primeira parcela do programa Renda Emergencial do DF, em maio deste ano, 2.450 também foram beneficiados pelo auxílio emergencial do Governo Federal, 280 são beneficiários do Bolsa Família, 44 recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), um é servidor federal e 14 são servidores do Distrito Federal.

    Importante ressaltar que o total de recebimentos irregulares não é o resultado da soma dessas ocorrências, porque há casos encontrados em mais de um cruzamento.

    Considerando apenas CPFs distintos que efetivamente receberam a primeira parcela do renda emergencial DF de maneira irregular, foram identificados: 2.450 beneficiários do auxílio emergencial federal (considerando os benefícios cadastrados até o dia 21/06/2020), 58 cidadãos que apenas receberam o Bolsa Família e 43 cidadãos que apenas receberam o Benefício de Prestação continuada, o que totaliza 2.551 benefícios irregulares (ou seja, 46% dos beneficiários atendidos pela primeira parcela do renda emergencial DF, em maio).

    Com relação à segunda parcela, a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) já havia realizado a retirada de diversos beneficiários após o primeiro cruzamento da CGDF, divulgado em 22 de junho.

    Assim, dos 3.300 beneficiários previstos para receberam a segunda parcela, foram identificados, nesse novo cruzamento, 568 beneficiados pelo auxílio emergencial do Governo Federal, 59 cidadãos que receberem apenas o Bolsa Família e outros 36 cidadãos que apenas recebem o Benefício de Prestação Continuada.

    Dessa forma, 20% dos beneficiários previstos para receberam a segunda parcela do Renda Emergencial DF também não preenchiam os critérios. Importante registrar que o cruzamento foi realizado antes do efetivo pagamento dessa parcela, o que permitiu a Sedes realizar o bloqueio prévio do beneficiário.

    Com a atuação da Controladoria-Geral do DF, foi possível impedir o pagamento da segunda parcela desses benefícios irregulares, bem como foi possível o bloqueio dos valores ainda não sacados, o que totaliza um prejuízo evitado de mais de 1,3 milhão de reais.

    A Controladoria também demandou a Sedes sobre a necessidade de orientação dos beneficiários sobre a obrigação de devolução dos valores recebidos indevidamente, o que já está sendo feito pela secretaria, em conjunto com o Banco de Brasília (BRB).

    Condições para recebimento

    A Lei Distrital Nº 6.573/2020 (que instituiu o Programa Renda Mínima Temporária em enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente da doença do novo coronavírus – Covid-19), regulamentada pelo Decreto Distrital Nº 40750/2020, definiu, entre outros critérios, que os beneficiários deveriam residir no Distrito Federal e não serem atendidos pelo Programa Bolsa Família, DF Sem Miséria, Bolsa Alfa, Benefício de Prestação Continuada ou do Auxílio Emergencial previsto no âmbito da Lei Federal nº 13.982, de 2 de abril de 2020.

    Considerações importantes

    Dos 2.450 cidadãos que receberam a primeira parcela do benefício distrital indevidamente por também serem beneficiários do auxílio emergencial do Governo Federal, 2.041 destes constam do grupo Extracad, 128 constam do grupo CadÚnico e 281 constam do grupo Bolsa Família, segmentações definidas pela Controladoria-Geral da União.

    É importante considerar que, para os beneficiários dos grupos “CadÚnico” e “Bolsa Família”, o Auxílio Emergencial Federal foi gerado sem solicitação prévia (automaticamente), enquanto para o grupo “Extracad” houve solicitação específica com o CPF do beneficiário.

    Outra consideração importante é que o grupo de 870 novos cidadãos que receberam a primeira parcela do Renda Emergencial DF, no mês de junho, ainda não foram submetidos ao cruzamento, considerando que o envio da base de dados para a CGDF ocorreu apenas em 25 de junho. Esse cruzamento ainda está em andamento.

    Além disso, importante registrar que o número de benefícios irregulares ainda pode aumentar, considerando que a base de dados do auxílio emergencial do Governo Federal continua sendo atualizada.

    * Com informações da Controladoria-Geral do DF

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    Reparos na Ponte JK serão executados no período noturno

    * conteúdo atualizado às 16h16     Na manhã desta quarta-feira (5), a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) deu início aos reparos nas juntas...

    Brazlândia retoma grupo de tabagismo em meio digital

    Procura nas redes sociais resultou na ideia de atendimento a distância mesmo antes da pandemia | Foto: Agência SaúdeCom os encontros presenciais suspensos em...

    Programa GDF Presente chega a Sobradinho II

    Sai Planaltina, entra Sobradinho II: o Polo Norte do GDF Presente chegou nas ruas e estradas da região nesta quarta-feira (5) levando uma série...
    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    Complementação de inscrições da chamada única do Fies termina hoje

    Candidatos pré-selecionados na chamada única para obter o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) podem fazer a complementação da inscrição até as 23h59 desta quinta-feira...

    UFRJ transfere para o dia 24 o início do período letivo remoto

    A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) adiou para o dia 24 deste mês o início das aulas remotas do Período Letivo Excepcional...

    Hiroshima: primeiro ataque com bomba atômica completa 75 anos

    “Pensem nas crianças mudas, telepáticas. Pensem nas meninas cegas, inexatas. Pensem nas mulheres rotas, alteradas. Pensem nas feridas como rosas cálidas …” Os versos são...

    PF cumpre 6 mandados de prisão contra fraudes em contratações na saúde

    Policiais federais cumprem hoje (6) seis mandados de prisão e onze de busca e apreensão no Rio de Janeiro, São Paulo, Goiás e Distrito...

    PMDF prende traficante em Sobradinho

    Policiais militares prenderam um homem por tráfico de drogas nesta quarta-feira (5), por volta das 20h, em Sobradinho. A equipe realizava o patrulhamento na área...