24.9 C
Distrito Federal
30/06/2020 - 18:05 PM

As quentes da política do DF

Ibaneis recebe voto de louvor no Piauí A Assembleia Legislativa do Estado do Piauí aprovou voto de louvor a Ibaneis Rocha pela postura adotada pelo...
More

    Aberta licitação para tratamento de chorume


    Foto: Arquivo/Agência Brasília
    O chorume é o produto líquido tóxico proveniente da decomposição da matéria orgânica, somado com a infiltração da água da chuva. Foto: Arquivo/Agência Brasília

    Foi aberta a licitação para a contratação de empresa especializada que fará o tratamento do chorume gerado no Aterro Sanitário de Brasília (ASB) e Usina de Tratamento Mecânico e Biológico de Ceilândia (UTMB-P-Sul). O valor estimado da licitação, feita na modalidade pregão, tipo menor preço, é de R$ 37 milhões para 12 meses e a previsão é de que a empresa contratada possa tratar 705 mil m³ de chorume por ano.

    O chorume é o produto líquido tóxico proveniente da decomposição da matéria orgânica, somado com a infiltração da água da chuva. A falta de tratamento pode acarretar a contaminação do solo, rios e córregos da região.

    O Aterro Sanitário de Brasília gera aproximadamente 1.100 m³ de chorume por dia no período de seca, e 2.210 m³ por dia no período chuvoso. Atualmente, o tratamento é realizado pela empresa Hydros Soluções Ambientais, via contrato emergencial assinado em 2019 e renovado em fevereiro deste ano.

    Inicialmente, o chorume gerado no ASB era tratado pela Caesb. Mas em maio do ano passado, a empresa suspendeu o serviço, pois alegou que o processamento dos resíduos prejudicava as instalações que não haviam sido projetadas para essa finalidade.

    Até ser finalizada a contratação emergencial para novo tratamento, foram construídas lagoas para armazenamento do chorume tratado. Atualmente, há no Aterro Sanitário dez lagoas que armazenam cerca de 77 mil m³ de chorume.

    Destinação adequada

    A nova contratação aberta pelo GDF prevê que além do tratamento do chorume produzido diariamente, todo o chorume armazenado também possa receber destinação adequada. Nesse cenário, apenas algumas das atuais lagoas de armazenamento seriam mantidas para alguma necessidade emergencial. O volume médio de chorume gerado no aterro, hoje, varia de 33 mil m³ no período de estiagem a 66 mil m³ nos meses chuvosos.

    O edital de licitação ficará disponível no site Compras  Governamentais e também no site do SLU.

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    BNDES aprova financiamento de R$ 208 milhões para parque eólico

    O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou hoje (30) a aprovação de financiamento no valor de R$ 208 milhões para a implantação do...

    Governo de SP prorroga vacinação contra a gripe e amplia público

    O governo de São Paulo anunciou hoje (30) que vai prorrogar a vacinação contra a gripe em todo o estado até o dia 24 de julho. A...

    A pedido de Júlia Lucy, Refis pode voltar para apreciação da Câmara Legislativa nesta terça-feira (30)

    O projeto que institui o Programa de Regularização Fiscal (Refis) pode retornar para apreciação da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) nesta terça-feira (30). A...

    Aberta licitação para tratamento de chorume

    O chorume é o produto líquido tóxico proveniente da decomposição da matéria orgânica, somado com a infiltração da água da chuva. Foto: Arquivo/Agência Brasília Foi...

    Auxílio emergencial de R$ 600 é prorrogado por mais dois meses

    O presidente Jair Bolsonaro assinou na tarde desta terça-feira (30) o decreto que prorroga, por mais dois meses, o auxílio emergencial de R$ 600,...