A cidade com características interioranas — com destaque na agricultura, sendo a terceira maior produtora de morangos do Brasil – vem sofrendo com descaso das autoridades. Estamos falando da região administrativa de Brazlândia. A segunda cidade mais antiga do Distrito Federal, com cerca de 54 mil habitantes.

Brazlândia, atualmente, é responsável por quase 60% do abastecimento agrícola do DF e entorno. Todos os anos são realizadas as tradicionais a Festa do Morango e a do Leite.

Para falar dos problemas enfrentados pelo cidadão e suas soluções, entrevistamos o novo administrador da cidade – formado em segurança pública e psicologia Jesiel Costa Rosa. O escolhido pelo governador Ibaneis Rocha para administrar Brazlândia, interinamente, ficou em primeiro lugar pela comunidade que participou de um Fórum Permanente de Políticas Públicas com 14 candidatados, concedeu entrevista abaixo ao Tudo Ok Notícias:

Tudo Ok Notícias – O que levou o senhor a aceitar o convite do governador para comandar a Administração Regional de Brazlândia?

JESIEL – É uma honra aceitar comandar a cidade que me acolheu desde o início da década de 80. A ideia do governador Ibaneis Rocha de fazer as eleições por meio de lista tríplice, levou a comunidade realizar um Fórum Permanente de Políticas Públicas e dentre 14 candidatos, fiquei em primeiro lugar. O deputado distrital Iolando Almeida de Souza (PSC), aceitou a decisão da comunidade e ao mesmo tempo com visão de futuro, encaminhou ao chefe do Palácio do Buriti. O convite foi feito e aceitei com muito orgulho.

Tudo Ok Notícias – Como será a sua relação com as prefeituras de quadra e com os moradores da região administrativa?

JESIEL – Brazlândia tem uma característica de ter uma população muito politizada. Mesmo com nossa pequena população, já elegemos quatro deputados distritais e, de certa forma, a cidade sempre teve um representante na Câmara Legislativa. Apesar de toda essa politização, a comunidade só tem ativa a prefeitura comunitária do INCRA 8.

Nossa proposta é fortalecer a relação da comunidade com a administração, criando mecanismos que possam servir de elo entre o cidadão e a administração. Em breve iniciaremos a eleição de representantes de quadras, focadas em mecanismos que já existem como conselho comunitário, conselho de segurança e conselho de saúde. Nossa ideia é que a comunidade possa através de representantes próximos a ela expressar suas angustias e necessidades de modo que tais necessidades sejam ouvidas pela administração. Até o presente momento, a relação tem sido muito amistosa, já realizamos reuniões com associações, atletas, conselho de segurança, vigilância ambiental, feirantes, produtores rurais e vamos avançar para todos os seguimentos representativos da comunidade.

Tudo Ok Notícias – Quais propostas o senhor teria para implementação na cidade?

JESIEL –  A cidade é um celeiro de águas e uma forte produtora rural. Queremos atrair investimentos e melhorias que possam ajudar nesta vocação da cidade.

A área rural precisa de asfalto para que os produtores não tenham que sair 2h da manhã de suas propriedades para levarem sua carga e enfrentar as péssimas estradas esburacadas trazendo prejuízos aos produtores, tanto em produtos quanto aos veículos.

Temos a proposta do deputado Iolando Almeida, de duplicar a BR-080 – considerada a pior estrada que cruza o DF.

Nossa maior preocupação é em relação à ocupação desordenada do solo, em especial mananciais; práticas inadequadas de uso do solo e da água; falta de infraestrutura de saneamento que foram esquecidas nas gestões anteriores por falta de atenção.

Tudo Ok Notícias – O que o senhor tem de proposta para a área de educação e cultura?

JESIEL – A educação é minha perola. Amo a área, como oficial e psicólogo, trabalhei na PMDF com a formação e educação militar. Coordenei e fui instrutor de diversos cursos e encarregado de conduzir o Projeto Formar, que gerou a capacitação no ensino médio de vários policiais antigos que tinham ingressado, na época, somente com o primeiro grau.

Vejo que temos muitos desafios na educação em Brazlândia – quero que nossa cidade seja uma das primeiras a erradicar o analfabetismo que se encontra com 3,8% da população. Quero incentivar a nossa coordenação Regional de Ensino a trazer para nossa cidade uma unidade de Colégio Militar, incentivar a leitura e melhorar biblioteca.

Temos projetos voltados para cultura como a reativação do nosso museu – incentivar as festas populares como Festa do Morango e do Leite.

Tudo Ok Notícias – Moradores da região pedem socorro, eles relatam que o Hospital Regional de Brazlândia (HRBz), única unidade básica de saúde da cidade não atende todos. A estrutura interna prejudicada por mofo, pintura descascada, goteira e pisos irregulares, principalmente, falta de equipamentos essenciais. Como o Senhor Pretende ajudar os residentes diante do caos da saúde?

JESIEL –  Com certeza a segurança e a saúde fazem parte das áreas mais sensíveis que atinge a comunidade. Brazlândia já foi referência no quesito saúde. Nosso hospital tinha muitas especialidades de atendimento.

O sucateamento das estruturas, a falta de compromisso com a saúde, o caos instalado com o conjunto de falta de profissionais, equipamentos, compromisso de alguns, falta de cobrança adequada, tudo contribuiu para nos levar à atual situação. Sabemos que o governador quer reverter o quadro e está trabalhando duro para que nenhuma família chore pela morte prematura de um ente querido.

Temos o deputado da nossa cidade que se comprometeu em ajudar e buscar soluções.

Juntos vamos lutar para o fortalecimento do Conselho de Saúde e cooperação da qualidade da prestação dos serviços. Tenho esperança em grandes mudanças para os próximos, como a reconstrução do hospital e melhoria dos postos de saúde.

Estamos caminhando para um novo tempo de credibilidade e valorização de todo cidadão.

Perfil

Região Administrativa de Brazlândia – Jesiel Costa Rosa é casado com a professora Valeria Cristina Massari Rosa, cristão evangélico, pai de 4 filhos. Oficial da Reserva da Polícia Militar do DF, tenente-coronel, psicólogo, professor militar do Instituto de Ciências Policiais e professor na Universidade Católica de Brasília, no projeto Policial do Futuro.

Fonte: Tudo OK Notícias

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.