O Governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha (MDB) tentou fazer um discurso comovente sobre os mais de cem dias de governo no aniversário de 59 anos de Brasília, mas bastou chover que a técnica de comoção popular desabou.

O SOS-DF, orgulho do governo Ibaneis, é uma plataforma de politicagem, como era o Cidades Limpas do governo passado. A Novacap fica com o poder total sobre as máquinas, enquanto as Administrações Regionais imploram por limpeza, manutenção de bocas de lobo, tapa buracos, entre outros serviços. Apesar do descaso, a operação foi elogiada pelo Governador: “É a maior operação tapa buraco de todos os governos. O SOS-DF já tapou mais buracos neste governo do que nos outros”. Ibaneis parece não conhecer o DF.

Seja quem foi que fez a conta dos buracos tapados e dos serviços do SOS-DF para o governador, não conhece a verdadeira situação que se encontram as ruas do DF. Em continuidade ao discurso assustador e fora da realidade, o Governador citou que a melhoria de seu governo já é vista pelas ruas de todo o DF. Outro fato que não dá para acreditar, inclusive com o caos decorrente da chuva torrencial que abateu todo o DF ontem e a falta de manutenção das vias pluviais. Não restou nem a estação central do metrô. A Asa Norte  continua com as bocas de lobo entupidas e as tesourinhas ainda se comparam a cachoeiras quando chove.

Parece que, ao ouvir o discurso do governador, São Pedro deu o troco e o céu desabou, muita chuva por mais de quatro horas seguidas comprometeu a festa na Esplanada, e as críticas à Ibaneis pelos 3 milhões gastos na comemoração, vieram à tona nas redes sociais.

Completamente desgastado em pouco mais de 4 meses de governo, Ibaneis fez um péssimo discurso. As palavras ditas não corresponderam à realidade que sofre o DF com o caos da saúde pública, casos de dengue crescendo assustadoramente e as cidades acabadas, inadimplência com projetos sociais como o Jovem Aprendiz e outras inúmeras mazelas. Sem lógica, o governador pediu apoio aos moradores de Samambaia e de Ceilândia para abrir o Centrad. Disse que o problema não é só do governo. “Vão às ruas e peçam a abertura do Centrad”, disse Ibaneis, que parece preocupado em tomar posse de qualquer maneira. O Centrad não faz diferença nenhuma para o DF.

O discurso de Ibaneis, regado de técnica para comoção popular, não anda tapando a real situação do DF. O gasto de 315 mil reais em cachê pago pelo BRB para o show da cantora Anita também foi desgaste.

No sábado, Anita passou na Festa Surreal 2019 que aconteceu na Torre de TV, de surpresa e fez o show de verdade. A cantora não estava na programação da festa realizada pela R2, mesma produção que realiza o NaPraia, que por sinal, recebeu muitos patrocínios do BRB e foi alvo de varias operações, no governo passado.

Fato super estranho e ate mesmo surreal, já que o cachê da cantora Anita para os 59 anos de Brasília foi maior que o pago no aniversário de São Paulo.

O BRB continua gastando os juros dos servidores endividados sem nenhum critério, infelizmente, para um público de seis mil pessoas.

Brasília 59 anos e cheia de problemas que eleições não resolvem. O DF esperava um governo inteligente, mas Ibaneis tem demostrado despreparo total para governar. Continuamos desgovernados.

 

Cris Oliveira

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.