20.1 C
Distrito Federal
12/07/2020 - 21:41 PM

As Quentes da Política do DF

Trocas de cadeiras no GDF O governador esquentou a caneta azul na tarde de ontem. Devolveu o DF-Legal para o PP de Celina Leão e...
More
    - PUBLICIDADE -

    Neymar engrossa coro antirracista de atletas e clubes por todo o mundo

    - PUBLICIDADE -


    O grito antirracista segue ecoando pelo mundo do futebol. Depois de vários jogadores e clubes se posicionarem a favor da causa, Neymar, principal astro brasileiro da bola, também decidiu se manifestar publicamente nesta terça-feira (2). Em sua conta no Instagram, o craque do PSG publicou duas imagens. A primeira apresenta um fundo preto, símbolo dos protestos que começaram após a morte do afro-americano George Floyd, por um policial, na cidade de Minneapolis (Estados Unidos), no último dia 25. A outra imagem é uma foto de um braço tatuado onde se lê a palavra Fé. Ao lado de ambas as imagens, Neymar escreveu o lema da campanha – black lives matter (vidas negras importam) – e a hashtag #blackouttuesday.

     

     
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     

    Black lives matter 🖤 #blackouttuesday

    Uma publicação compartilhada por ene10ta Érre 🇧🇷 👻 neymarjr (@neymarjr) em 2 de Jun, 2020 às 7:31 PDT

    //www.instagram.com/embed.js

     

    Após a publicação do jogador, Ivan More, um dos 132 milhões de seguidores do camisa 10 do PSG e da seleção brasileira comentou: “super importante seu posicionamento em situações assim! Quando o ídolo toma partido, faz diferença pela forma de pensar e agir”. 

    No Brasil, Talles Magno (Vasco), Igor Julião (Fluminense), Gabriel Barbosa (Flamengo) já tinham postado mensagens abordando o tema. Na noite de ontem (1º de junho), o capitão do Rubro-Negro carioca, Everton Ribeiro, se manifestou com uma sequência de mensagens em sua conta pessoal no Twitter. Em uma das publicações o meia-atacante abordou o tema do racismo estrutural: “não é normal que um país onde a maioria da população é negra, eles sejam a minoria em universidades e grandes empresas”.

    Na última postagem, afirmou: “Não quero ficar em silêncio e compactuar com um país que mata um negro a cada 23 minutos”.

    https://platform.twitter.com/widgets.js

    Comentários

    - PUBLICIDADE -

    Notícias Relacionadas

    - PUBLICIDADE -

    Últimas Notícias

    PMDF prende dois homens e uma mulher após envolvimento em homicídio na Ceilândia

    PMDF prende dois homens e uma mulher após envolvimento em homicídio, na madrugada deste domingo (11), por volta das 2h40, na QNQ 01, conjunto...

    Estado do Rio tem quase 130 mil casos de covid-19, com 11.415 mortes

    O estado do Rio de Janeiro registrou 129.684 casos de covid-19, com 11.415 mortes. Os dados foram divulgados neste domingo (12), pela Secretaria de Estado de...

    Agências oferecem 136 vagas nesta segunda (13)

    Com o melhor salário oferecido nas agências do trabalhador do DF nesta segunda-feira (13), um total de R$ 2.500, mais benefícios, as áreas de...

    Brasil registra 631 mortes por covid-19 em 24 horas

    O Brasil registrou 631 óbitos pelo novo coronavírus em  24h, entre o boletim deste sábado (11) e o divulgado hoje (12), segundo atualização diária divulgada pelo...

    Mulheres grávidas devem se preocupar com a saúde vascular

    As alterações que ocorrem no corpo da mulher durante a gestação refletem na saúde em todos os aspectos, inclusive na circulação sanguínea e, principalmente,...