Ícone fashion do ano de 1950, em que as roupas das mulheres eram desenhadas para deixá-las mais “femininas”, o xadrez Vichy entrou nesta era para quebrar barreiras da moda padronizada por gênero e ter um ar mais street style.

O que difere esta estampa das demais de xadrez  é a disposição das cores e espaços quadriculados bem assimétricos, semelhante a uma toalha de piquenique.

Tornou-se marca registrada nos trajes de Brigitte Bardot, principalmente em seu vestido de casamento com o ator Jacques Charrier.

O padrão da estampa surgiu na cidade francesa Vichy, o que deu nome à tendência. Agora, invade o mundo todo com suas inúmeras possibilidades de looks e combinações bem democráticas.

Uma estampa, diversas possibilidades

A versatilidade do xadrex Vichy é muito grande e, por isso, esta estampa pode ser usada como vestido, saia e blusa em conjunto com outras peças de estampas completamente diferentes que estão no seu guarda roupa, como: uma blusinha casual listrada do cotidiano, aquela sua calça jeans favorita ou até para uma produção mais ousada com uma blusa florida.

(Pinterest/Reprodução)

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.